Dow Jones perde 600 pontos na segunda-feira; S&P 500 cai 1,7% para seu pior dia desde maio

LinkedIn

As ações dos EUA começaram a semana em forte queda em meio a vários riscos emergentes para o mercado.

O S&P 500 caiu 1,70% para 4.357,73 com todos os setores registrando perdas, apresentando seu pior desempenho diário desde 12 de maio. O Dow Jones perdeu 614,41 pontos, ou 1,78%, para 33.970,47 para sua maior queda em um dia desde 19 de julho. No ponto mais baixo da sessão, O Dow Jones havia despencado 971 pontos. O Nasdaq Composite caiu 2,19%, para 14.713,90.

Houve uma série de razões para a venda. Os investidores temem um contágio varrendo os mercados financeiros do conturbado mercado imobiliário da China. As ações de Hong Kong registraram uma grande liquidação durante o pregão da Ásia na segunda-feira (20). O índice de referência Hang Seng despencou 4% com o desenvolvedor China Evergrande Group à beira da falência.

O Federal Reserve inicia uma reunião de dois dias na terça-feira e os investidores estão preocupados que o banco central sinalize que está pronto para começar a retirar o estímulo monetário em meio à alta da inflação e à melhora no mercado de trabalho.

Os casos de Covid-19 por causa da variante delta permanecem nos níveis de janeiro nos Estados Unidos, conforme o clima mais frio se aproxima na América do Norte.

Setembro tem o pior histórico de todos os meses, com média de queda de 0,4%, de acordo com o Stock Trader’s Almanac. A história mostra que as vendas tendem a aumentar na segunda metade do mês.

Outra razão, os investidores também estão preocupados com a imprudência em DC, pois o prazo para elevar o teto da dívida se aproxima. O Congresso voltou do recesso a Washington correndo para aprovar projetos de financiamento para evitar a paralisação do governo.

A liquidação de segunda-feira empurrou brevemente o S&P 500 5% abaixo de seu último recorde intradiário. Já se passou muito tempo desde que o mercado enfrentou uma liquidação dessa magnitude, já que os investidores continuaram a comprar a queda com estímulos fiscais e monetários de apoio aos mercados. O índice fechou a sessão 4,1% abaixo do recorde de alta de 2 de setembro.

As ações vinculadas ao crescimento global lideraram a liquidação generalizada na segunda-feira. A Ford perdeu mais de 5%. General Motors e Boeing caíram 3,8% e 1,8%, respectivamente. Produtora de aço Nucor caiu 7,6%

As ações de energia despencaram com o petróleo bruto WTI caindo quase 2% devido a preocupações com a economia global. O setor de energia caiu 3%, tornando-se o grupo com pior desempenho entre os 11 grupos do S&P 500. A APA caiu mais de 6%, enquanto a Occidental Petroleum e a Devon Energy caíram mais de 5%.

Os preços dos títulos aumentaram à medida que os investidores buscaram segurança. A mudança empurrou o rendimento do Tesouro de 10 anos para baixo em 6 pontos base, para 1,31%.

As ações de grandes bancos sofreram um golpe, pois a queda das taxas pode prejudicar os lucros. O Bank of America e o JPMorgan Chase caíram 3,4% e 3%, respectivamente.

O índice de volatilidade Cboe, o medidor do medo de Wall Street, saltou acima do nível 25 na segunda-feira, o maior desde maio.

As ações têm lutado até agora em setembro, em linha com as tendências históricas. No mês, o Dow Jones caiu 3,9%. O S&P 500 caiu 3,7% e o Nasdaq Composite caiu 3,6%.

Na sexta-feira, o Dow Jones Industrial Average apresentou três semanas consecutivas de perdas pela primeira vez desde setembro de 2020. O S&P 500 viu seu maior volume de negócios na sexta-feira desde 19 de julho, mais do que dobrando seu volume médio de 30 dias.

A sexta-feira coincidiu com o vencimento das opções de ações, opções de índice, futuros de ações e futuros de índices – um evento trimestral conhecido como “quadruple witching”. A história mostra que a volatilidade tende a aumentar em torno desse evento.

O presidente do Fed, Jerome Powell, dará uma entrevista coletiva na quarta-feira, no final da reunião de dois dias. Powell disse que o chamado tapering pode ocorrer este ano, mas os investidores estão esperando por mais detalhes, especialmente após dados econômicos mistos divulgados desde os últimos comentários de Powell.

Outros ativos de risco caíram na segunda-feira. O Bitcoin perdeu cerca de 7% na segunda-feira, e pairou em torno de US$ 43.700 ao longo do dia.

A maioria das commodities estava no vermelho. O ouro estava entre os poucos ativos verdes, adicionando 0,7% a US$ 1.764.

Deixe um comentário