Livro Bege: economia continuou a crescer em ritmo modesto, com menor oferta de mão de obra atrapalhando a recuperação econômica

LinkedIn

A economia dos Estados Unidos continuou a crescer em ritmo modesto no último mês de 2021, com as disrupções na cadeia de suprimentos e menor oferta de mão de obra atrapalhando a recuperação econômica, afirma o Livro Bege, relatório econômico sobre as 12 principais regiões dos Estados Unidos produzido pelo Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano).

A perspectiva permanece otimista, mas as expectativas para crescimento nos próximos meses esfriaram, diz o documento.

“Apesar do ritmo de crescimento modesto, a demanda por materiais e insumos e a demanda por trabalhadores permaneceram elevadas entre as empresas”, explica o relatório.

O Fed, no entanto, destacou que os entrevistados viram os gastos do consumidor continuaram a crescer em um ritmo constante antes da rápida disseminação da variante do coronavírus Ômicron.

De acordo com o relatório, a atividade de crédito aumentou ligeiramente no final do ano, liderada pelos mutuários de imóveis comerciais.

“A maioria dos distritos notou um recuo repentino nas viagens de lazer, ocupação de hotéis e clientes em restaurantes, à medida que o número de novos casos aumentou nas últimas semanas”, explica o relatório.

Já o setor manufatureiro continuou a se expandir nacionalmente, com algumas diferenças regionais no ritmo de crescimento. A atividade geral no setor de transportes cresceu em ritmo moderado.

“Embora os rendimentos agrícolas tenham sido elevados ao longo de 2021, as condições agrícolas foram prejudicadas pelas condições de seca em vários distritos”, conclui o relatório.

“Os contatos da maioria dos Distritos do Federal Reserve relataram um crescimento sólido nos preços cobrados aos clientes, mas alguns também notaram que os aumentos de preços desaceleraram um pouco em relação ao ritmo robusto experimentado nos últimos meses”, afirma o relatório.

De acordo com o Fed, os preços de atacado e de materiais contribuíram para as pressões de preços em uma ampla gama de indústrias, abrangendo prestadores de serviços e produtores de bens.

No entanto, apesar das interrupções contínuas da cadeia de suprimentos, “alguns distritos relataram que os gargalos de transporte se estabilizaram nas últimas semanas, embora os custos de aquisição tenham permanecido elevados”.

O relatório também explicou que a escassez de mão de obra em curso e o crescimento salarial associado também aumentaram as pressões de custos para as empresas.

Emprego

“O emprego cresceu modestamente nas últimas semanas, mas contatos da maioria dos distritos relataram que a demanda por trabalhadores adicionais continua forte”, explica o documento.

De acordo com o Livro Bege, as vagas de emprego aumentaram, mas o crescimento geral da folha de pagamento foi limitado pela persistente escassez de mão de obra.

A rigidez nos mercados de trabalho impulsionou um crescimento salarial robusto em todo o país, com alguns distritos destacando o crescimento adicional dos custos trabalhistas associados a benefícios não salariais.

“Embora muitos contatos tenham observado que os ganhos salariais entre trabalhadores de baixa qualificação foram particularmente fortes, o crescimento da remuneração permaneceu bem acima das médias históricas em todos os setores, na demografia dos trabalhadores e nas regiões geográficas”, afirma o Fed.

Além dos ganhos salariais, muitos contatos indicaram ajustes nas demandas de trabalho – como acomodar o trabalho em meio período ou ajustar os requisitos de qualificação – para atrair mais candidatos e reter a força de trabalho existente.

Informações Agência CMA

Deixe um comentário