ADVFN Logo

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Registration Strip Icon for charts Cadastre-se para gráficos em tempo real, ferramentas de análise e preços.

Alibaba reporta receita do 4T23 abaixo das estimativas e planeja listar divisão de nuvem

LinkedIn

O Alibaba (NYSE:BABA) anunciou planos de desmembrar sua divisão de nuvem como uma empresa separada de capital aberto, enquanto as receitas trimestrais do titã do comércio eletrônico ficaram abaixo das expectativas.

O Alibaba também é negociada na B3 através do ticker (BOV:BABA34).

“Estamos dando passos concretos para liberar valor de nossos negócios e temos o prazer de anunciar que nosso conselho aprovou uma cisão completa do Cloud Intelligence Group por meio de uma distribuição de dividendos de ações aos acionistas, com a intenção de se tornar uma empresa independente de capital aberto”, disse o CEO da empresa, Daniel Zhang.

As ações da Alibaba subiram 0,7 1% nas negociações de pré-mercado dos EUA às 08h58, horário de Brasília.

Veja como o Alibaba se saiu no trimestre, que terminou em 31 de março de 2022, em comparação com as estimativas de consenso da Refinitiv:

  • Receita: 208,2 bilhões de yuans chineses (US$ 29,6 bilhões) contra 210,2 bilhões de yuans esperados, alta de 2% ano a ano;
  • Lucro diluído não-GAAP por ação: 1,34 yuan contra 2,08 yuan esperado, um aumento de 35% em relação ao ano anterior

O relatório é o primeiro do Alibaba desde a divisão em seis unidades e também o primeiro cujos números refletem a reabertura da China. O país encerrou abruptamente em dezembro seus rígidos controles da Covid, como bloqueios e restrições de viagens.

Em seu relatório de quinta-feira, o Alibaba disse que planeja separar sua divisão de nuvem como uma empresa recém-listada, sujeita à reestruturação de certos ativos, passivos e contratos e aprovações regulatórias.

O Alibaba é um importante player em computação em nuvem em seu país de origem e busca cada vez mais competir com gigantes estabelecidos nos Estados Unidos, como Amazon e Microsoft.

A empresa também anunciou planos de arrecadar dinheiro de investidores externos para seu grupo internacional de comércio digital, que inclui as plataformas de compras online Lazada e AliExpress.

O Alibaba também disse que pretende lançar uma oferta pública inicial para sua unidade Cainiao Smart Logistics, na qual atualmente detém uma participação de 67%. O IPO está programado para ser concluído nos próximos 12 a 18 meses.

O conselho do Alibaba aprovou o início de uma exploração de listagem de seu negócio de varejo Freshippo nos próximos seis a 12 meses, disse a empresa.

Começo lento

O ano começou morno, com as vendas gerais de produtos físicos online permanecendo fracas, sugeriram os chefes das principais plataformas de comércio eletrônico em fevereiro.

As vendas no varejo na China aumentaram 18,4% em abril, de acordo com dados econômicos recentes. A economia da China cresceu 4,5% no primeiro trimestre, atingindo o ritmo mais rápido em um ano. Esperava-se que o desempenho impulsionasse as vendas do Alibaba.

A empresa opera dois dos maiores sites de compras online da China: Taobao e Tmall. Apesar do aumento da concorrência, os resultados do Alibaba continuam sendo um importante indicador da segunda maior economia do mundo.

A China gera quase 50% das transações de compras online do mundo.

Os números dos ganhos de quinta-feira são os primeiros desde que o Alibaba anunciou uma revisão substancial de sua organização, dividindo o negócio em várias unidades distintas em um desenvolvimento que vários analistas interpretaram como um sinal de um abrandamento na repressão de Pequim às empresas de tecnologia.

A nova estrutura da empresa é dividida em seis divisões: Cloud Intelligence Group, Taobao Tmall Commerce Group, Local Services Group, Cainiao Smart Logistics, Global Digital Commerce Group e Digital Media and Entertainment Group.

Gigantes de tecnologia da China

Enquanto isso, o aperto regulatório da China nos últimos dois anos em tecnologia começou  a diminuir, à medida que a aplicação das regras por Pequim se torna mais previsível.

Alguns investidores estão apostando em uma forte recuperação para os gigantes da tecnologia da China. Na terça-feira, Michael Burry, do The Big Short, aumentou suas apostas nas empresas chinesas de comércio eletrônico Alibaba e JD.com (JD, JDCO34), dobrando sua participação no Alibaba para US$ 10,2 bilhões e sua participação no JD.com para US$ 11 milhões.

Os investidores estavam atentos a qualquer comentário que o Alibaba fizesse sobre inteligência artificial. A empresa está trabalhando em seu próprio produto no estilo ChatGPT, chamado Tongyi Qianwen.

Na quarta-feira, o presidente da Tencent, Martin Lau, disse que a empresa está “fazendo um bom progresso” na construção de modelos de fundação, os sistemas que sustentam chatbots de IA como o ChatGPT, depois que a empresa relatou um sólido salto na receita.

Por CNBC/Ryan Browne

Deixe um comentário

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

Support: (11) 4950 5808 | suporte@advfn.com.br