ADVFN Logo

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Registration Strip Icon for alerts Cadastre-se para alertas em tempo real, use o simulador personalizado e observe os movimentos do mercado.

Mercado asiático fecha misto, após dados chineses decepcionarem na indústria e no varejo

LinkedIn

As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta terça-feira (16), após novos sinais de que a economia chinesa está mais fraca do que se imaginava.

As bolsas da China continental fecharam a terça-feira em baixa após nova rodada de frustração com dados da economia do país em abril, desta vez a produção industrial (+5,6% ante abril de 2022) e as vendas no varejo (+18,4%). Os números vistosos se devem à base fraca de comparação e, sobretudo, ficaram aquém das projeções compiladas pelo Wall Street Journal (+11% e +20,5%, respectivamente). Na comparação com março, a produção caiu 0,47%, e as vendas avançaram 0,49%.

O resultado esvaziou a tentativa recuperação do petróleo, mas o minério de ferro subiu mais 1,12% em Dalian.

A bolsa de Tóquio voltou a subir, com ações de fabricantes de chips.

Reação do mercado

O crescimento da produção industrial e das vendas no varejo da China ficou abaixo das expectativas em abril, sugerindo que a economia perdeu força no início do segundo trimestre e intensificando a pressão sobre as autoridades para sustentar a recuperação pós-Covid.

Analistas do Goldman Sachs disseram que, apesar dos efeitos de base mais favoráveis em relação a março, os dados de atividade de abril ficaram “ampla e significativamente” abaixo das expectativas do mercado.

“Os últimos dados da China acrescentam mais algumas peças ao quadro em mosaico de uma recuperação lenta ocorrendo na China”, disseram analistas do Citi.

Em nota, a Capital Economics previu que a recuperação pós-pandemia da China vai se esgotar no segundo semestre, enquanto “o cenário global desafiador impedirá aumento significativo das exportações chinesas.

🇯🇵 NIKKEI 225 +0,73% 🔴
🇨🇳 SHANGAI -0,60% 🔴
🇭🇰 HANG SENG +0,04% 🔴
🇰🇷 KOSPI +0,04% 🔴
🇦🇺 S&P/ASX -0,45% 🔴
Confira o principal acontecimento de hoje dos principais mercados asiáticos:

🇨🇳 China 

Na China continental, o Xangai Composto recuou 0,60%, a 3.290,99 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto teve baixa de 0,71%, a 2.019,38 pontos.

Dados oficiais chineses mostraram que, na comparação anual, a produção industrial subiu 5,6% e as vendas no varejo cresceram 18,4% em abril, enquanto os investimentos em ativos fixos avançaram 4,7% no acumulado dos primeiros quatro meses do ano. Todos os números vieram abaixo das expectativas de analistas.

Economia

Produção industrial da China

A produção industrial da China cresceu 5,6% em abril, ante igual período do ano passado, informou nesta terça-feira o Escritório Nacional de Estatísticas do país (NBS). O resultado ficou aquém da previsão do mercado, que esperavam crescimento de 11%. A produção industrial da China caiu 0,47% em abril em relação ao mês anterior, informou o departamento de estatísticas.

Vendas no varejo da China

Já as vendas no varejo chinês avançaram 18,4% em abril, na comparação anual. Na comparação mensal, o crescimento foi de 0,49%.

Investimentos em ativos fixos da China

Ainda de acordo com o NBS, os investimentos em ativo fixo subiram 4,7% no primeiro quadrimestre do ano, em comparação com o mesmo intervalo do ano passado. Os economistas ouvidos pelo Wall Street Journal previam alta de 5,3% no período entre janeiro e abril.

Taxa de desemprego da China

A taxa de desemprego urbano pesquisada da China caiu para 5,2% em abril, em comparação com 5,3% em março. No entanto, a taxa de desemprego juvenil, que abrange os trabalhadores dos 16 aos 24 anos, situou-se nos 20,4%, um máximo recorde.

🇭🇰 Hong Kong

Hang Seng registrou alta marginal de 0,04% em Hong Kong, a 19.978,25 pontos, em uma recuperação de fim de pregão.

🇯🇵 Japão 

O índice japonês Nikkei subiu 0,73% em Tóquio, a 29.842,99 pontos, ajudado por ações de fabricantes de chips

🇦🇺 Austrália

Na Oceania, a bolsa australiana ficou no vermelho, após ata da última reunião de política monetária do RBA, como é conhecido o banco central do país, mostrar que a maioria de seus dirigentes tende a apoiar mais aumentos de juros. O S&P/ASX 200 caiu 0,45% em Sydney, a 7.234,70 pontos.

Economia

Confiança do Consumidor da Austrália

O índice de sentimento do consumidor do Westpac-Melbourne Institute na Austrália despencou 7,9% em maio de 2023, atingindo uma leitura de 79,0 e superando em muito as expectativas do mercado de uma queda de 1,7%. O índice agora está um pouco acima dos níveis baixos observados em março, que registraram a leitura mensal mais baixa desde o surto de COVID em 2020.

Atas da Reunião da RBA

O Reserve Bank of Australia aumentou inesperadamente a taxa de caixa em 25 pontos-base para 3,85% em maio, depois de mantê-la em 3,6% em abril. Isso marca a 11ª vez que o banco elevou as taxas no ano passado, desafiando as previsões do mercado para uma pausa e levando os custos dos empréstimos ao nível mais alto desde abril de 2012. A medida foi motivada pela preocupação do banco de que a atual taxa de inflação na Austrália, que está em 7%, ainda é muito alto. Além disso, o mercado de trabalho continua apertado, com a taxa de desemprego em seu ponto mais baixo em quase meio século. O RBA afirmou que mais aperto pode ser necessário para garantir que a inflação retorne ao intervalo da meta em um prazo razoável. No entanto, a trajectória das taxas do banco será influenciada pela forma como a economia e as pressões de preços evoluem ao longo do tempo. As projeções indicam que a inflação deve chegar a 4,5% este ano e cairá para 3% em meados de 2025. Além disso, o RBA também aumentou a taxa de juros sobre os saldos da Liquidação Cambial em 25 pontos base para 3,75%.

Deixe um comentário

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

Support: (11) 4950 5808 | suporte@advfn.com.br