ADVFN Logo

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Registration Strip Icon for charts Cadastre-se para gráficos em tempo real, ferramentas de análise e preços.

Bolsas em NY seguem mistas com dados fracos e techs fortes; Ibovespa vira e passa a subir 0,12%

LinkedIn

As bolsas seguem sem direção única em NY nesta tarde. O Nasdaq sobe (+0,39%) influenciado por Apple (+1,8%), que hoje apresenta um fone de ouvido de realidade mista, e puxa outras techs.

Ações da Apple atingem alta histórica antes da conferência de desenvolvedores

O S&P 500 avança 0,10% e pode sair do bear market hoje, se mantiver os ganhos, já que teria subido 20% desde a mínima mais recente, de outubro de 2022. O Dow cai 0,41%.

Destaques de Wall Street de segunda-feira (05): UBS, Tesla, Palo Alto Networks, Novo Nordisk e mais

A expectativa majoritária de que o Fed mantenha os juros na semana que vem é um pano de fundo positivo. Essa esperança foi reforçada pelos PMIs divulgados hoje, que segundo Andrew Hunter, vice-economista-chefe dos EUA na Capital Economics, junto com outros dados divulgados apontam um crescimento do PIB pouco acima de zero no 2º trimestre.

A expectativa de manutenção dos fed funds faz cair os juros dos Treasuries. O índice dólar que até há pouco caía, passou a subir 0,03% (104,049).

Ibovespa vive montanha russa pressionado por Vale

Por volta das 15h00, o Ibovespa virou e passou para o campo positivo, valorizando 0,12%, aos 112.698 pontos. O volume de negócios projetado para hoje é de R$11,9 bilhões, bem abaixo da média de 50 pregões.

Momento B3: CVC, Suzano, Klabin e os principais destaques corporativos desta segunda-feira (05)

As ON e PN da Petrobras subiam 0,3% e 0,8%, respectivamente, em sintonia com o movimento do petróleo Brent, que arrefecia os ganhos desde o início da sessão.

A Arábia Saudita anunciou no fim de semana um corte adicional de produção de 1 milhão de barris por dia, para cerca de 9 milhões de barris por dia – o menor patamar de produção do país desde junho de 2021 – a partir de julho, e avisou que a decisão ainda pode ser prorrogada. Já a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) manteve as metas de produção de petróleo para este ano.

As ON da Vale reverteram os ganhos e recuavam 0,90%. O movimento ocorre apesar da alta de 2,15% do minério de ferro na bolsa chinesa de Dalian, na expectativa pelo anúncio de um pacote de estímulos imobiliários na China.

Mais cedo, o BTG Pactual revisou para baixo o preço-alvo das ações da Vale e outros números da mineradora, incorporando um cenário de maiores custos e menores preços do minério de ferro, devido às frustrações com a reabertura da economia chinesa ao longo do ano. Ainda assim, o BTG manteve a recomendação de “compra” para papéis.

As ON da CVC ganhavam 9,7%, liderando as altas percentuais do índice. No plano de fundo, o fundador e antigo controlador da operadora de turismo, Guilherme Paulus, se comprometeu a investir R$75 milhões em uma futura oferta primária da companhia. A CVC também elegeu Fabio Martinelli Godinho como CEO.

Na ponta oposta, papéis do setor Financeiro pressionavam o Ibovespa: as ON da B3 e as PN do Itaú recuavam 0,76% e 0,48%, respectivamente.

As ON da Eneva cediam 3,0%, liderando as quedas percentuais do índice. Mais cedo a Fitch cortou o rating da 9ª emissão de debêntures da companhia de “AAA(BRA)” para “AA+(BRA)”.

O dólar cai 0,70%, com relato de fluxo gringo, a R$ 4,9183.

Os juros renovam mínimas seguidas desde a fala do diretor de Política Monetária do BC, Diogo Guillen, que em evento hoje traçou uma perspectiva mais benigna para a inflação, embora tenha ressaltado que núcleos e serviços sigam resilientes. A queda nas expectativas do IPCA 2023 e 2024 no Focus também ajuda. O DI jan29 está agora abaixo de 11%, caindo a 10,96%, de 11,081% na 6ªF

Com informações do BDM e TC

 

Deixe um comentário

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

Support: (11) 4950 5808 | suporte@advfn.com.br