ADVFN Logo

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Registration Strip Icon for charts Cadastre-se para gráficos em tempo real, ferramentas de análise e preços.

Futuros dos EUA avançam enquanto Wall Street busca renovar novas máximas

LinkedIn

Bem-vindo à sua leitura matinal de cinco minutos de como os mercados estão reagindo ao redor do mundo nesta manhã.

ÁSIA: A maioria dos principais mercados de ações da Ásia fechou em alta nesta quinta-feira, último pregão de novembro.

O banco central da Coreia do Sul manteve inalterada as taxas de empréstimo pela sétima vez consecutiva, em 3,5%, afirmando que embora a inflação no país tenha sido elevada, ainda espera-se que desacelere. Os números da produção industrial da Coreia do Sul surpreenderam o mercado, registando uma queda de 3,5% face às expectativas de um aumento de 0,5% de economistas. O Kospi da Coreia do Sul subiu 0,61% após a decisão de política monetária.

O índice Hang Seng de Hong Kong subiu 0,18%, em 17.028,50 pontos, enquanto na China continental, o Shanghai Composite avançou 0,26%, em 3.029,67 pontos, mas o Shenzhen Component caiu 0,18%, fechando em 9.726,92 pontos. A atividade industrial da China encolheu pelo segundo mês consecutivo em Novembro, enquanto a atividade não-industrial ou de serviços atingiu mais uma nova mínima para o ano.

O Nikkei 225 do Japão reverteu as perdas iniciais e subiu 0,43%, fechando em 33.486,89 pontos.

Na Austrália, o S&P/ASX 200 subiu 0,74% e fechou em 7.087,30 pontos, marcando três dias consecutivos de ganhos e terminando o mês de novembro em alta. O setor financeiro, altamente ponderado, registrou um forte desempenho no dia. Os pesos-pesados do minério de ferro BHP, Fortescue e Rio Tinto também terminaram no verde, subindo 0,2%, 0,9% e 0,4%, respectivamente. As empresas de energia Santos e Woodside tiveram um avanço mais tímido, com alta de 0,1% e 0,2%, respectivamente.

EUROPA: Os mercados europeus sobem na quinta-feira, à medida que os investidores regionais respondem aos dados de inflação da zona euro que sugeriam que as pressões do aumento dos preços diminuiram.

A inflação na zona euro atingiu 2,4% numa base anual em Novembro, de acordo com dados preliminares do Eurostat, inferior aos 2,7% esperados pelos analistas. Isto também marcou uma queda em relação à leitura de 2,9% de outubro. A inflação francesa desacelerou para 3,4% numa base anual em Novembro, abaixo da leitura de Outubro de 4%.

Ainda na quinta-feira, os dados do PIB da França do terceiro trimestre, apontou um declínio de 0,1%.

O índice pan-europeu Stoxx 600 subiu 0,30% no final da sessão da manhã, marcando uma nova máxima em 10 semanas após a divulgação dos dados de inflação da zona euro. Os mercados europeus fecharam em alta na quarta-feira, depois que dados divulgados à tarde mostraram que a inflação alemã caiu para 2,3% em novembro, significativamente acima dos 2,6% previstos.

O alemão DAX 30 e o francês CAC 40 somam 0,3% cada.

Em Londres, o FTSE 100 adiciona 0,6%. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American cai 0,5% e Antofagasta cede 0,1%. As gigantes BHP e Rio Tinto sobem 0,8% e 0,5%, respectivamente. A petrolífera BP sobe 2,6% antes da reunião da OPEP marcada para esta quinta-feira. Os cortes de produção são esperados na reunião, que contará com a presença de membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados, incluindo a Rússia.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA também avançam na manhã de quarta-feira, com todos os três principais índices de ações de Wall Street a caminho de encerrar o mês de novembro em alta.

O Dow avançou 0,04%, em 35.430,42 pontos, S&P 500 caiu 0,09%, em 4.550,58 pontos, enquanto o Nasdaq Composite perdeu 0,16%, em 14.258,49 pontos. Os dois primeiros índices estão apenas cerca de 0,5% e 0,8%, respectivamente, de suas máximas de fechamento no ano. O Nasdaq Composite está cerca de 0,7% de sua máxima de fechamento de 2023.

Os principais índices seguem a caminho de fechar o mês de novembro com ganhos consideráveis, o que pode encerrar uma sequência de três meses de perdas para os índices. O S&P 500 sobe 8,5% em novembro, enquanto o Nasdaq avança quase 11%. Ambos os índices buscam seus melhores desempenhos mensais desde julho de 2022. O Dow Jones sobe 7,2% em novembro, rumo ao seu melhor mês desde outubro de 2022.

Os rendimentos dos títulos americanos caíram na quarta-feira, com a recuperação das ações após a leitura do PIB dos EUA no terceiro trimestre mostrar que a economia cresceu mais do que o esperado, a um ritmo anualizado de 5,2%. Nesta quinta-feira de manhã, os rendimentos do Tesouro dos EUA mantiveram-se estáveis.

Os investidores avaliam o caminho a seguir pelas taxas de juro, uma vez que as esperanças de que o Federal Reserve conclua o seu ciclo de alta das taxas aumentaram nos últimos dias e semanas. O governador do Fed, Christopher Waller, sugeriu no início desta semana que a política monetária estava em uma boa posição para ajudar a aliviar a economia.

As taxas de juro deverão permanecer inalteradas quando a Fed se reunir em Dezembro e os investidores esperam que o banco central também forneça pistas sobre quando as taxas poderão ser reduzidas. As autoridades do Fed ainda não abordaram esta questão e o presidente do Fed, Jerome Powell, disse que os cortes nas taxas não foram discutidos na última reunião do banco central.

Os investidores estarão atentos à leitura das despesas de consumo pessoal de Outubro, um indicador-chave da inflação para a Reserva Federal, bem como os gastos e rendas pessoais às 10h30. No mesmo horário também será divulgado os pedidos semanais de seguro-desemprego.

CRIPTOMOEDAS:
Btcoin: -0,60% em US $ 37.7.738,40
thereum: -0,71% em US $ 2.032,33

ÍNDICES FUTUROS – 7h40:
Dow: +0,46%
S&P 500: +0,22%
NASDAQ: +0,25%

COMMODITIES:
MinFe Dailan: +1,36%
Bent: +1,83%
WTI: +1,93%
Soja: —%
Ouro: -0,39%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, independente, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra, manutenção ou venda de ativos.

Comentários

  1. Einveste diz:

    Obrigado por compartilhar esse conteudo de alto valor. Grande abraço!!

    https://einveste.com.br

Deixe um comentário

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

Support: (11) 4950 5808 | suporte@advfn.com.br