ADVFN Logo

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Registration Strip Icon for discussion Cadastre-se para interagir em nossos fóruns de ativos e discutir com investidores ideias semelhantes.

Futuros dos EUA estagnam após quinto dia consecutivo de alta do S&P500

LinkedIn

Bem-vindo à sua leitura matinal de cinco minutos de como os mercados estão reagindo ao redor do mundo nesta manhã.

ÁSIA: Os principais mercados da Ásia fecharam mistos na terça-feira.

As ações imobiliárias chinesas subiram depois que a Bloomberg informou, citando pessoas familiarizadas com o assunto, que os reguladores chineses estão elaborando uma lista de 50 incorporadores elegíveis para uma série de financiamento, incluindo China Vanke e participações do grupo Longfor. O índice Hang Seng de Hong Kong fechou em queda de 0,18%, em 17.729,50 pontos, devolvendo seus ganhos do início da sessão, enquanto o índice Hang Seng Tech apagou todos os seus ganhos, caindo 0,87%. Na China continental, o índice Shanghai Composite fechou praticamente estável, em 3.067,93 pontos, enquanto o Shenzhen Component fechou abaixo de 10.000 pontos, ao cair 0,26% e fechar em 9.997,09 pontos.

As fabricantes de chips asiáticas também subiram depois que as ações da Microsoft subiram 2%, atingindo uma nova máxima em 52 semanas, enquanto as ações da fabricante de chips Nvidia subiram 2,3%, fechando na máxima histórica, antes de seu relatório de lucros que será divulgado hoje. O Taiex, principal índice de ações de Taiwan, que abriga alguns dos maiores fabricantes e fornecedores de chips da Ásia, fechou em alta de 1,20%, em 17.416,70.

Na Austrália, o S&P/ASX 200 ampliou os ganhos de segunda-feira, subindo 0,28% e fechando em 7.078,20 pontos. A mineradora de lítio Liontown Resources fechou em alta de 4,1% e a Chalice Mining fechou em alta de 4,3%. A BHP, maior mineradora do mundo, subiu 1,4%, a rival Rio Tinto saltou 1,9% e a Fortescue Metals Group subiu 0,7%, com o avanço dos futuros do minério de ferro. O minério de ferro subiu para seu preço intradiário mais alto desde fevereiro, com o otimismo crescendo à medida que mais detalhes surgem sobre a mais recente campanha de estímulo econômico da China. O produto siderúrgico chegou a subir 2,3% em Cingapura, depois de ganhar 2% na segunda-feira. Entre as produtoras de petróleo, Santos caiu 0,1% e Woodside Energy subiu 0,3%.

O Nikkei do Japão fechou 0,10% mais baixo, em 33.354,14 pontos, queda pelo segundo dia consecutivo, impulsionado pelo setor de mineração. A mineradora de lítio Liontown Resources fechou em alta de 4,1% e a Chalice Mining fechou em alta de 4,3%. A BHP, maior mineradora do mundo, subiu 1,4%, a rival Rio Tinto saltou 1,9% e a Fortescue Metals Group subiu 0,7%, com o avanço dos futuros do minério de ferro.

O minério de ferro subiu para seu preço intradiário mais alto desde fevereiro, com o otimismo crescendo à medida que mais detalhes surgem sobre a mais recente campanha de estímulo econômico da China. O produto siderúrgico chegou a subir 2,3% em Cingapura, depois de ganhar 2% na segunda-feira. Entre as produtoras de petróleo, Santos caiu 0,1% e Woodside Energy subiu 0,3%.

O Kospi da Coreia do Sul subiu 0,77%, para terminar em 2.510,42 pontos.

EUROPA: Os mercados europeus operam mistos na terça-feira, com os investidores permanecendo em modo de espera.

O índice Stoxx 600 caia 0,09% no final da matinal, após uma sessão fraca na segunda-feira, com o encerramento da temporada de balanços corporativos do terceiro trimestre.

O alemão DAX 30 sobe 0,2%, enquanto o francês CAC 40 cai 0,2%.

Em Londres, o FTSE 100 cai 0,5%. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American cai 1%, Antofagasta cai 0,1%, enquanto entre as gigantes, BHP sobe 1% e Rio Tinto avança 0,1%. A petrolífera BP cai 1,3%.

O mercado automóvel da União Europeia “expandiu significativamente” em Outubro, informou a Associação Europeia dos Fabricantes de Automóveis na terça-feira, com os registos de automóveis novos aumentando 14,6% em termos anuais. Esse foi o 15º mês consecutivo de crescimento. Os registos de automóveis novos em França aumentaram 21,9%, enquanto a Itália aumentou 20% e a Espanha cresceu 18,1%. A Alemanha registou um crescimento mais fraco, de 4,9%. A participação de mercado dos carros elétricos subiu para 14,2%, ante 12% em outubro passado, disse o grupo.

A presidente do BCE, Christine Lagarde, está programado para falar às 13h00, enquanto o presidente do Banco da Inglaterra, Andrew Bailey, fará palestra no Reino Unido às 15h45.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA negociam em leve baixa na manhã de terça-feira.

Nas negociações regulares, o Dow encerrou a sessão de segunda-feira com alta de 0,58%, em 35.151,04 pontos. O S&P 500 adicionou 0,74%, em 4.547,38 pontos e o Nasdaq Composite saltou 1,13%, em 14.284,53 pontos, marcando o quinto dia positivo para os dois índices.

O setor de tecnologia da informação do S&P 500 foi o que mais ganhou, subindo 1,5%. Microsoft subiu 2% e atingiu o maior nível em 52 semanas depois que a empresa disse que o ex-CEO da OpenAI, Sam Altman, lideraria sua equipe de pesquisa artificial. A fabricante de chips Nvidia adicionou 2,3% e fechou em alta antes dos resultados fiscais do terceiro trimestre no final da tarde de terça-feira.

Na terça-feira, os rendimentos do Tesouro dos EUA caem. Rendimentos e preços tem uma relação inversa. Os rendimentos do Tesouro caíram após um leilão de notas do Tesouro de 20 anos no valor total de US$ 16 bilhões, que teve uma demanda ligeiramente superior à média na segunda-feira.

Os investidores estão atentos à ata da reunião política monetária do Federal Reserve, que aconteceu de 31 de outubro a 1º de novembro, com o banco central mantendo as taxas de juros permanecendo inalteradas e o presidente do Fed, Jerome Powell, sugerindo que as taxas poderiam subir ainda mais e que os cortes nas taxas ainda não estavam sendo discutidos. A ata será divulgada às 16h00. Mas desde essa reunião, os mercados praticamente apagaram quaisquer expectativas de novos aumentos das taxas, uma vez que vários dados econômicos, incluindo o índice de preços no consumidor de Outubro, apontaram para um abrandamento da inflação.

Os mercados apostam numa probabilidade de mais de 99% de as taxas permaneçam inalteradas pela terceira vez consecutiva quando a Fed se reunir em Dezembro, de acordo com a ferramenta FedWatch do CME Group. As dúvidas sobre quando o Fed poderá começar a cortar as taxas e se é provável que uma recessão atinja a economia dos EUA aumentaram entre os investidores. Muitos esperam que a ata lance alguma luz sobre o caminho a ser seguido pelo Federal Reserve.

Na agenda econômica de terça-feira, os dados de vendas de casas existentes para outubro serão divulgados às 12h00.

Uma série de empresas, além da Nvidia, também publicarão resultados trimestrais na terça-feira: Lowe’s e Best Buy devem apresentar um relatório antes do sino de abertura, enquanto a HP divulgará os resultados no final da tarde.

Os mercados estão em uma semana de negociação mais curta devido feriado de Ação de Graças na quinta-feira, seguido pelo fechamento às 15h00, horário de Brasília, na sexta-feira.

CRIPTOMOEDAS:
Btcoin: +0,58% em US $ 37.410,60
Ethereum: -1,00% em US $ 2.016,00

ÍNDICES FUTUROS – 7h40:
Dow: -0,07%
S&P 500: -0,01%
NASDAQ: +0,05%

COMMODITIES:
MinFe Dailan: +1,93%
Bent: -0,22%
WTI: -0,21%
Soja: +0,52%
Ouro: +0,56%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, independente, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra, manutenção ou venda de ativos.

Deixe um comentário

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

Support: (11) 4950 5808 | suporte@advfn.com.br