ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for alerts Cadastre-se para alertas em tempo real, use o simulador personalizado e observe os movimentos do mercado.

Destaques de Wall Street de quarta-feira (06/12/23): Apple, Amazon, Bill Holdings, Mastercard, e mais

LinkedIn

Principais assuntos do dia

Os índices futuros dos Estados Unidos estão ligeiramente em alta no pré-mercado de quarta-feira, com investidores à espera de novos dados de emprego, e o Dow e S&P 500 recuperando parte da queda dos dois últimos dias.

Às 07h53 (horário de Brasília), os futuros do Dow Jones (DOWI:DJI) subiram 47 pontos, ou 0,13%. Os futuros do S&P 500 subiram 0,26% e os futuros do Nasdaq-100 subiram 0,37%. A taxa de retorno dos títulos do Tesouro de 10 anos situava-se em 4,197%.

No mercado de commodities, o petróleo bruto West Texas Intermediate para janeiro caiu 0,68%, a US$ 71,83 por barril. O petróleo tipo Brent para fevereiro caiu 0,60%, perto de US$ 76,76 por barril. O minério de ferro com teor de concentração de 62%, negociado na bolsa de Dalian, subiu 2,76%, a US$ 131,08 por tonelada.

Na agenda econômica desta quarta-feira, investidores acompanham às 10h15, o relatório de emprego no setor privado de novembro. Ás 10h30, serão divulgados a balança comercial de outubro e os custos unitários da mão de obra do terceiro trimestre. Ás 12h30, os dados dos estoques de petróleo.

Os mercados europeus abriram em alta, recuperando-se após negociações mistas. Há expectativa de cortes nas taxas do Banco Central Europeu no próximo ano. Na Ásia, a maioria dos mercados fechou em alta. Em Xangai, houve pequenas perdas após a Moody’s rebaixar a perspectiva da China. Em Tóquio, o mercado avançou 2% com compras de barganhas. Hong Kong subiu, impulsionado por planos de recompra de ações, como a da Swire Pacific, que valorizou 17%.

As ações dos Estados Unidos não apresentaram uma direção clara na terça-feira e fecharem com resultados mistos: o Dow Jones caiu 0,22%, o S&P 500 recuou 0,06% e o Nasdaq subiu 0,31%. A volatilidade inicial refletiu preocupações sobre otimismo excessivo em relação às taxas de juros, enquanto um relatório do Departamento de Trabalho destacou uma queda inesperadamente acentuada nas vagas de emprego em outubro. Esses eventos afetaram setores como o de petróleo e ouro, mas o mercado de software e varejo mostrou alguma força.

Na frente de resultados corporativos de terça-feira, os investidores estarão atentos antes da abertura do mercado aos relatórios da Ollie’s (OLLI), Lovesac (LOVE), Campbell’s Soup Company (CPB, C1PB34), Vera Bradley (VRA), e mais. Após o fechamento, serão aguardados os relatórios da C3.AI (AI), GameStop (GME), Chewy (CHWY), ChargePoint (CHPT, C2HP34), Oxford (OXM), Sprinklr (CXM), entre outros.

Destaques corporativos de Wall Street para hoje

Apple (AAPL, AAPL34) – A Apple atingiu uma capitalização de mercado de US$ 3 trilhões pela primeira vez em quatro meses, com suas ações fechando em alta de 2,1% na terça-feira. Embora tenha tido um bom desempenho em 2023, seu crescimento não foi tão notável quanto o de outras grandes empresas de tecnologia. Além disso, a Apple pediu à Índia uma isenção ou atraso na implementação da regra de portas de carregamento universais da UE, argumentando que isso afetaria suas metas de produção local. A Índia planeja implementar essa regra até junho de 2025. Na quarta-feira, a Apple comunicou aos fornecedores de componentes sua intenção de adquirir baterias para o próximo iPhone 16 das instalações de produção na Índia, segundo o Financial Times.

Amazon (AMZN, AMZO34) – A unidade de streaming da Amazon, a Twitch, encerrará suas operações na Coreia do Sul em fevereiro devido a altos custos e taxas de rede. O CEO Dan Clancy mencionou perdas significativas e custos operacionais insustentáveis. O debate sobre taxas de rede opôs gigantes globais da tecnologia a provedores locais. Em 2022, a Twitch limitou a resolução de vídeo na Coreia do Sul e demitiu mais de 400 funcionários após resultados insatisfatórios. Além disso, a Amazon está reduzindo as taxas para vendedores de roupas com preços abaixo de US$ 20, visando competir com a chinesa Shein. A mudança visa atrair vendedores de moda acessível e enfrentar novos concorrentes. A Amazon também deve garantir um tratamento justo para aspiradores robôs rivais em seu mercado online para proteger a aprovação da aquisição da iRobot (IRBT). A Comissão Europeia emitiu uma declaração de objeções devido a preocupações antitruste.

Microsoft (MSFT, MSFT34) – A Amazon (AMZN, AMZO34) acusou a Microsoft de práticas comerciais restritivas no mercado de computação em nuvem, durante uma investigação antitruste britânica. A Amazon alega que as mudanças nos termos de serviços da Microsoft dificultam a escolha de outros provedores de nuvem pelos clientes. O Google (GOOGL, GOGL34) também expressou preocupações semelhantes. A Microsoft afirma que o mercado continua competitivo. Em outras notícias, as autoridades de Xangai expressaram seu desejo de que a Microsoft promova a tecnologia de inteligência artificial para impulsionar os negócios na região, durante uma reunião com o presidente e vice-presidente da empresa, Brad Smith. Xangai também está aberta à colaboração da Microsoft no estudo de estruturas e padrões de governança relacionados à tecnologia.

Nvidia (NVDA, NVDC34) – A Nvidia está colaborando com o governo dos EUA para fornecer novos chips ao mercado chinês, em conformidade com as restrições de exportação. A empresa detém mais de 90% do mercado chinês de chips de IA, mas as restrições podem criar oportunidades para concorrentes chineses. A Nvidia espera uma queda nas vendas no quarto trimestre na China devido às novas regras dos EUA e está em discussões sobre investimentos em Cingapura e colaboração na área de IA.

Box (BOX) – As ações da empresa de nuvem caíram 13% no pré-mercado de quarta-feira após anunciar lucros ajustados de 36 centavos por ação e receitas de US$ 261,5 milhões no terceiro trimestre fiscal. Isso ficou aquém das estimativas dos analistas da FactSet, que esperavam 38 centavos por ação e receita de US$ 262,4 milhões.

MongoDB (MDB, M1DB34) – As ações da empresa de banco de dados diminuíram 3,6% no pré-mercado de quarta-feira, apesar do MongoDB ter superado as previsões dos analistas em seus lucros do terceiro trimestre. O lucro ajustado do MongoDB atingiu 96 centavos por ação, superando as expectativas de 50 centavos por ação dos analistas consultados pela LSEG. A empresa também registrou uma receita de US$ 433 milhões, superando as expectativas de US$ 404 milhões.

SentinelOne (S) – A SentinelOne, empresa de segurança cibernética, superou as estimativas de Wall Street para o terceiro trimestre e aumentou suas projeções de receita anual, devido à crescente demanda por soluções de segurança em meio à inflação e às taxas de juros. A empresa também lançou seu programa Purple AI e relatou um aumento na receita e na base de clientes, impulsionando suas ações em quase 18% no pré-mercado de quarta-feira. A SentinelOne relatou receita de US$ 164,2 milhões nos três meses encerrados em 31 de outubro, um aumento de 42% em relação ao ano anterior, superando as estimativas de US$ 156,1 milhões.

C3.ai (AI) – As ações da C3.ai subiram 170% este ano, mas surgiram dúvidas sobre seu crescimento após revisar projeções de lucro. A empresa planeja investir em suas soluções de IA generativa e não espera ser lucrativa no quarto trimestre de 2024. Os resultados do segundo trimestre fiscal serão divulgados em breve, com previsões de receita entre US$ 72,5 milhões e US$ 76,5 milhões, e perda não-GAAP de operações de US$ 27 milhões a US$ 40 milhões.

Asana (ASAN) – Os papéis da empresa de software tiveram uma queda de 13,4% no pré-mercado de quarta-feira. O movimento ocorreu apesar da Asana apresentar uma perda ajustada menor do que o previsto, totalizando 4 centavos por ação no terceiro trimestre, em contraste com a expectativa dos analistas consultados pela LSEG de uma perda de 11 centavos por ação. A receita da empresa atingiu US$ 167 milhões, superando a estimativa de US$ 164 milhões.

Bill Holdings (BILL, B2HI34) – A Bill Holdings, empresa de software financeiro, planeja demitir 15% de sua força de trabalho e fechar seu escritório em Sydney, Austrália, como parte de uma iniciativa para redimensionar a organização. O CEO, René Lacerte, anunciou as medidas em uma carta aos funcionários após resultados financeiros decepcionantes. As ações da Bill despencaram 41% nos últimos três meses e caíram cerca de 36% no acumulado do ano.

Exxon Mobil (XOM, EXXO34) – O CEO da Exxon Mobil, Darren Woods, enfrentou dificuldades nos primeiros cinco anos, mas sua aquisição da Pioneer Natural Resources por US$ 60 bilhões trouxe redenção. A Exxon busca equilibrar lucros de petróleo com serviços de descarbonização. Na terça-feira, a Comissão Federal de Comércio dos EUA emitiu um segundo pedido de informações sobre o acordo de aquisição. O Senador Charles Schumer expressou preocupações com possíveis efeitos anticompetitivos no preço do gás.

Diageo (DEO, DEOP34) – A Diageo planeja vender seu portfólio de cervejas, exceto a Guinness, para melhorar as margens, de acordo com a Reuters. As marcas de cerveja da Diageo representam apenas 14% das vendas, enquanto as bebidas espirituosas contribuem com 81%.

Toll Brothers (TOL) – A construtora reportou uma batida nos lucros no quarto trimestre fiscal. A Toll Brothers reportou um lucro de US$ 4,11 por ação com uma receita de US$ 2,95 bilhões, superando as expectativas dos analistas da LSEG, que previam US$ 3,72 por ação e uma receita de US$ 2,78 bilhões.

Dave & Buster’s (PLAY) – A Dave & Buster’s divulgou receita de US$ 466,9 milhões no terceiro trimestre, abaixo da estimativa dos analistas de US$ 473 milhões, de acordo com a LSEG. Além disso, a empresa anunciou um programa de recompra de ações no valor total de US$ 100 milhões, visando adquirir 2,8 milhões de ações próprias.

CVS Health (CVS, CVSH34) – A CVS Health planeja simplificar o reembolso de medicamentos com seu modelo CostVantage para aumentar a transparência. A empresa prevê receitas de pelo menos US$ 366 bilhões em 2024. A CVS também lançará o programa TrueCost em 2025 para oferecer mais visibilidade sobre preços de medicamentos prescritos e taxas administrativas, buscando abordar as preocupações políticas relacionadas a intermediários na indústria farmacêutica.

Eli Lilly (LLY, LILY34) – A Eli Lilly lançou o tratamento para obesidade Zepbound nos EUA, com um custo mensal de US$ 550. Espera-se que o mercado de medicamentos para perda de peso cresça, com projeções de vendas de US$ 2 bilhões em 2024. O Zepbound alcançou uma média de redução de peso de 20%.

Johnson & Johnson (JNJ, JNJB34) – A Johnson & Johnson prevê um crescimento de receita de 5-6% para 2024 após a separação de sua unidade de saúde do consumidor. Também projeta lucro operacional ajustado de US$ 10,55 a US$ 10,75 por ação em 2024. A empresa planeja buscar aprovações regulatórias para novas terapias e expandir o uso de tratamentos existentes até 2030. A Johnson & Johnson também alcançou acordos com escritórios de advocacia relacionados a alegações de que seus produtos de talco causaram câncer, visando uma resolução consensual de falência pré-definida. Não foram divulgados detalhes sobre os acordos, que envolvem casos de mesotelioma. A empresa enfrenta mais de 50 mil ações judiciais por causa do talco.

Neurocrine Biosciences (NBIX) – A Neurocrine Biosciences anunciou que a empresa biofarmacêutica recebeu a designação de terapia inovadora da Food and Drug Administration (FDA) dos EUA para o crinecerfont, um tratamento para hiperplasia adrenal congênita, um distúrbio hormonal. Essa designação acelera o desenvolvimento e a revisão de medicamentos para doenças graves. As ações estão estáveis no pré-mercado de quarta-feira.

Procter & Gamble (PG, PGCO34) – A P&G planeja registrar encargos de até US$ 2,5 bilhões em dois anos fiscais devido à desvalorização do negócio Gillette e à reestruturação em mercados desafiadores, incluindo a Argentina e a Nigéria. Isso ocorre após a empresa ter registrado encargos de US$ 1,3 bilhão no negócio Gillette no trimestre atual. A P&G espera que o negócio Gillette cresça em torno de 5% e também considera alienar sua unidade de tecidos e cuidados domésticos na Argentina e tornar a Nigéria um mercado exclusivamente de importação. Os encargos serão reconhecidos nos anos fiscais de 2024 e 2025.

Mastercard (MA, MSCD34) – A Mastercard aprovou um programa de recompra de ações de até US$ 11 bilhões e aumentou o dividendo trimestral para 66 centavos por ação, acima dos 57 centavos anteriores. O novo programa começará após a conclusão do programa de US$ 9 bilhões anterior. A concorrente Visa também lançou um programa de recompra de ações de US$ 25 bilhões em outubro.

JPMorgan Chase (JPM, JPMC34), Morgan Stanley (MS, MSBR34), Goldman Sachs (GS, GSGI34) – Os CEOs dos principais bancos dos EUA estão se preparando para se opor às regulamentações planejadas pelo governo dos EUA que aumentariam as exigências de capital, em uma audiência no Senado. Jamie Dimon, CEO do J.P. Morgan, argumentará que as regras propostas prejudicariam a economia dos EUA ao limitar a capacidade dos bancos de mobilizar capital. David Solomon, presidente do Goldman Sachs, alertará que as novas regras tornarão o crédito mais caro e menos acessível. James Gorman, CEO do Morgan Stanley, considera as regras de Basileia III “totalmente desnecessárias”.

JPMorgan Chase (JPM, JPMC34) – A integração do First Republic Bank pelo JPMorgan Chase está avançando bem, com 90% dos clientes retidos. Os gastos do consumidor estão fortes, e o crescimento dos empréstimos com cartão de crédito é previsto para o próximo ano. A receita líquida de juros do banco deve superar as expectativas anteriores.

Wells Fargo (WFO, WFCO34) – O CEO do Wells Fargo, Charlie Scharf, planeja reservar entre US$ 750 milhões e quase US$ 1 bilhão em despesas com indenizações no quarto trimestre devido à queda na receita e à necessidade de eficiência interna. O banco também enfrenta fraqueza em empréstimos para imóveis comerciais e antecipa perdas nessa área no quarto trimestre e em 2024.

HSBC (HSBC, H1SB34) – A HSBC viu saídas de banqueiros em Hong Kong devido à escassez de negócios na região, refletindo uma tendência de redução de pessoal devido a preocupações macroeconômicas. Eric Bai, co-chefe do grupo de instituições financeiras do HSBC, renunciou para iniciar seu próprio empreendimento de inteligência artificial, deixando Alexander Paul como único líder do grupo.

Barclays (BCS, B1CS34) – O Citigroup (C, CTGP34) e o Bank of America (BAC, BOAC34) mantiveram ações do Barclays depois de não encontrarem demanda suficiente para uma participação de 510 milhões de libras vendida pela Qatar Holding. A oferta representou 2,3% do Barclays. O Catar tornou-se o maior acionista do Barclays durante a crise financeira de 2008.

Nomura Holdings (NMR, NMRH34) – Estrategistas da Nomura Holdings atualizaram seu modelo de alocação em ações do Norte da Ásia, impulsionados pela mudança de política do Federal Reserve e pelo otimismo em relação ao setor de chips e à China. A corretora espera um aumento de 10% no índice MSCI Asia ex-Japão até o final de 2024, mas alerta para possíveis incertezas políticas.

General Motors (GM, GMCO34) – A General Motors está revogando sua política de trabalho flexível “trabalhe adequadamente” e exigindo que os funcionários voltem ao escritório três dias por semana a partir de janeiro de 2024, com exceções para aqueles que moram a mais de 80 quilômetros do escritório. A decisão segue a tendência de empresas que apertam as políticas de trabalho remoto.

Toyota Motor (TM, TMCO34) – A Toyota Motor venderá toda a sua participação na fabricante japonesa de redutores de velocidade, Harmonic Drive Systems, no mercado aberto no exterior. Isso segue a venda de participações em outras afiliadas, incluindo a KDDI, enquanto a Toyota acelera a eletrificação. A venda da participação valeria cerca de US$ 123 milhões (18,1 bilhões de ienes). A Harmonic Drive Systems recomprará até 700.000 de suas próprias ações para minimizar o impacto sobre os acionistas.

Ford Motor (F, FDMO34) – A Ford e a Xcel Energy estão colaborando para instalar 30.000 pontos de carregamento de veículos elétricos nos EUA até 2030 como parte do programa de Infraestrutura de Fornecimento de Veículos Elétricos (EVSI) da Xcel. Os detalhes financeiros não foram divulgados. A expansão incluirá estados como Michigan, Minnesota, Novo México, Dakota do Norte, Dakota do Sul e Texas.

JetBlue Airways (JBLU), Spirit Airlines (SAVE) – Um juiz federal dos EUA está considerando o bloqueio da fusão proposta entre JetBlue Airways e Spirit Airlines. O juiz levantou preocupações sobre o impacto da fusão na concorrência e sugeriu que a JetBlue poderia alienar mais ativos para abordar essas preocupações. A fusão enfrenta oposição do Departamento de Justiça e de vários estados dos EUA. O juiz decidirá o caso após o julgamento em Boston.

Boeing (BA, BOEI34) – Em novembro, a Boeing entregou 46 jatos 737 de fuselagem estreita, incluindo 45 aviões MAX e 1 aeronave de patrulha marítima P-8 baseada em NG. Isso eleva as entregas de aeronaves de corredor único da Boeing para 351 unidades no ano, aproximando-se da meta revisada de 375-400 entregas para 2023. A Airbus, por sua vez, planeja anunciar 64 entregas em novembro, ficando abaixo de sua meta anual de 720 entregas.

Estados Unidos: Cotações e Índices da NYSE, Nasdaq e Dow Jones, Notícias & Dólar Americano

Hoje, 1 dólar vale R$ 4,93 – Faça a conversão para qualquer moeda!

Deixe um comentário

Seu Histórico Recente

Delayed Upgrade Clock