ADVFN Logo

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Registration Strip Icon for alerts Cadastre-se para alertas em tempo real, use o simulador personalizado e observe os movimentos do mercado.

Futuros dos EUA estagnados depois de cair das máximas. Ações chinesas avançam

LinkedIn

Bem-vindo à sua leitura matinal de cinco minutos de como os mercados estão reagindo ao redor do mundo nesta manhã.

ÁSIA: As bolsas asiáticas fecharam sem direção nesta terça-feira, com as autoridades da segunda maior economia do mundo tomando medidas para impedir uma liquidação nos mercadod de ações, enquanto a maioria dos mercados da Ásia-Pacífico diminuíam.

Os reguladores chineses anunciaram medidas para acalmar uma recente liquidação nos mercados, incluindo uma declaração da comissão reguladora e de valores mobiliários do país que afirmou que iria “orientar os investidores institucionais… a entrar no mercado com maiores esforços”. Isto ocorre num momento em que uma clara falta de estímulos direcionados por parte de Pequim pesava sobre o sentimento do mercado.

Na China continental, o Shanghai Composite subiu 3,23% e fechou em 2.789,49 pontos, enquanto o Shenzhen Component disparou 6,22% e fechou em 8.460,38 pontos. O índice CSI 300 fechou 3,48% mais alto, em 3.311,69 pontos, após atingir as mínimas de cinco anos na semana passada. O índice Hang Seng de Hong Kong fechou em alta de 4,04%, em 16.136,87 pontos

O S&P/ASX 200 estendeu as perdas de segunda-feira, fechando em baixa de 0,58%, em 7.581,60 pontos, depois de ter atingido um recorde na semana passada. O Reserve Bank of Australia manteve a sua taxa monetária oficial inalterada em 4,35%, como era esperado. As mineradoras pesaram sobre o benchmark, com a maior mineradora do mundo, BHP, perdendo 1,1%, a rival Rio Tinto caindo 0,5% e a Fortescue cedeu 2,9%, enquanto a mineradora diversificada South32 caiu 2,8%. As petrolíferas Santos e Woodside Energy fecharam em alta de 0,6% cada.

No Japão, o Nikkei do Japão caiu 0,56% para 36.160,66 pontos, depois que os gastos das famílias caíram 2,5% em termos anuais, mais do que os 2,1% esperado em dezembro. O rendimento médio mensal familiar em Dezembro situou-se em 1.099.805 ienes, caindo 4,4% em termos nominais e 7,2% em termos reais em relação ao ano anterior. O Banco do Japão afirmou que aumentos salariais sustentáveis ​​são um dos pré-requisitos para reverter a sua política monetária ultra-frouxa.

O Kospi da Coreia do Sul terminou 0,58% mais baixo, em 2.576,20 pontos.

EUROPA: Os mercados europeus sobem na terça-feira, uma vez que a confiança dos investidores permanece robusta, apesar da falta de um calendário claro para cortes nas taxas de juro.

O pan-europeu Stoxx 600 sobe 0,2% nas negociações matinais, com a maioria dos setores sendo negociados em território positivo. As ações de petróleo e gás sobem, enquanto os serviços financeiros caem.

Os mercados regionais fecharam em ligeira baixa na segunda-feira, com os investidores digerindo os últimos comentários do presidente do Federal Reserve dos EUA, Jerome Powell, nos quais ele disse que o banco central provavelmente agiria em um ritmo consideravelmente mais lento nos cortes nas taxas do que o mercado espera.

O alemão DAX 30 cai 0,2%, enquanto o CAC 40 avança 0,1%.

Em Londres, o FTSE 100 sobe 0,4%. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American cai 0,4%, Antofagasta sobe 0,9%, enquanto as gigantes BHP e Rio Tinto sobem 0,3% e 0,2%, respectivamente. A petrolífera BP dispara 5,5%.

EUA: Os futuros de ações dos EUA operam estáveis na terça-feira, após uma liquidação estimulada por rendimentos mais elevados dos títulos e preocupações de que o Federal Reserve possa não cortar as taxas tanto quanto Wall Street esperava.

Durante o pregão regular de segunda-feira, o S&P 500 perdeu 0,32% e fechou em 4.942,81 pontos, recuando de seu recorde da semana passada, impulsionado por ações de tecnologia. O Dow de 30 ações também recuou de sua alta, encerrando a sessão em queda de 0,71%, em 38.380,12 pontos e o Nasdaq Composite perdeu 0,20%, em 15.597,68 pontos.

O declínio nas ações ocorreu depois que o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, reafirmou que é improvável um corte nas taxas na reunião do banco central de março. Seus comentários, que foram ao ar no “60 Minutes” de domingo à noite, fizeram com que o rendimento do Tesouro de 10 anos subisse cerca de 13 pontos na segunda-feira, para 4,16%.

Os rendimentos do Tesouro dos EUA caem na terça-feira. Os rendimentos e os preços movem-se em direções opostas.

Os investidores tem se preocupado com o cronograma dos cortes nas taxas de juros do Federal Reserve. Isto ocorre no momento em que continuam as preocupações sobre taxas elevadas que podem arrastar a economia dos EUA para uma recessão.

Alguns “traders” esperavam cortes nas taxas já em março, mas os comentários recentes do presidente do Fed, Jerome Powell, atenuaram essas expectativas. Os mercados estavam avaliam uma chance de apenas 16,5% de ocorrer um corte nas taxas, de acordo com a ferramenta FedWatch do CME Group.

Após a reunião do Fed na semana passada, Powell sugeriu que embora seja provável que ocorram cortes nas taxas este ano, a probabilidade de isso acontecer em março era baixa e ele reiterou isso no fim de semana, observando que o ritmo dos cortes nas taxas seria provavelmente mais lento do que os mercados esperavam e que o Fed adotaria uma abordagem cautelosa.

Várias autoridades ​​do Fed deverão falar esta semana e os investidores esperam obter mais informações sobre o caminho a seguir para a política monetária, entre elas presidente do Fed de Cleveland, Loretta Mester e a presidente do Fed de Boston, Susan Collins.

Na frente econômica, Wall Street estará atenta ao relatório da dívida das famílias e do crédito do Fed de Nova Iorque para o quarto trimestre na terça-feira.

Terça-feira marca a metade da temporada de balanços. A Eli Lilly, a Spirit AeroSystems, fornecedora da Boeing e a DuPont apresentarão seus resultados trimestrais na manhã, seguidas pela Amgen, Chipotle Mexican Grill e Ford após o sino de fechamento.

CRIPTOMOEDAS:
Bitcoin: -0,47% em US $ 42.950,30
Ethereum: +0,41% em US $ 2.330,19

ÍNDICES FUTUROS – 7h50:
Dow: -0,24%
S&P 500: -0,07%
NASDAQ: +0,14%

COMMODITIES:
MinFe: —%
Bent: +0,20%
WTI: +0,18%
Soja: +0,11%
Ouro: -0,15%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, independente, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra, manutenção ou venda de ativos.

Deixe um comentário

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

Support: (11) 4950 5808 | suporte@advfn.com.br