ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for tools Aumente o nível de sua negociação com nossas ferramentas poderosas e insights em tempo real, tudo em um só lugar.

PMI: Setor industrial do Brasil vai a 52,8 pontos em janeiro

LinkedIn

O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) Industrial de janeiro foi a 52,8 pontos ante 48,4 pontos registrados em dezembro. Foi a primeira vez, em cinco meses, que as condições do setor industrial apresentaram melhora. Isso também reflete o aumento sólido nas vendas que fomentou a produção, e a confiança nos negócios mais robusta em mais de três anos.

A diretora associada de economia da S&P Global Pollyanna de Lima, entende que “a demanda subjacente por produtos brasileiros se recuperou em janeiro, com os pedidos às fábricas se expandindo pelo ritmo mais rápido em mais de um ano e meio, apesar do enfraquecimento persistente nos negócios de exportação. Como resultado, os volumes de produção aumentaram pela primeira vez em cinco meses, e com a maior intensidade desde meados de 2022”.

“No entanto, permaneceu a evidência de um excedente de capacidade entre os produtores brasileiros de bens, uma vez que os volumes de negócios pendentes caíram ainda mais. Está claro que os esforços contínuos de recrutamento das empresas ajudaram a manter os pedidos em atraso sob controle”, pondera Lima.

“As tensões no Mar Vermelho surgiram como um obstáculo à capacidade dos fabricantes de obter insumos. Os prazos de entrega dos fornecedores se alongaram ao máximo desde agosto de 2022. Apesar disso, pelo menos por enquanto, as restrições de suprimento impactaram apenas os estoques das empresas, uma vez que as pressões sobre os custos recuaram para um dos níveis mais fracos em mais de nove anos”, conclui.

Deixe um comentário