ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for smarter Negocie de forma mais inteligente, não mais difícil: Libere seu potencial com nosso conjunto de ferramentas e discussões ao vivo.

Boa Safra (SOJA3): lucro líquido de R$ 145,9 milhões no 4T23, elevação de 62,7%

LinkedIn

A Boa Safra Sementes viu seu lucro líquido crescer 62,7% no quarto trimestre de 2023 e encerrar o período em R$ 145,9 milhões. O atraso no plantio da safra de soja provocado pelas temperaturas elevadas e as chuvas irregulares durante o início do plantio acabaram transferindo a compra de sementes do terceiro para o quarto trimestre.

A receita líquida trimestral da companhia cresceu 21,8%, para R$ 841,1 milhões. Já o lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda) aumentou 9,6% no quarto trimestre, para R$ 123,4 milhões.

“Compras que tradicionalmente ocorriam no terceiro trimestre aconteceram apenas no quarto. Isso fez com que nossa carteira encerrasse o ano com R$ 30 milhões em pedidos, algo que nunca tinha acontecido”, disse Felipe Marques, CFO da Boa Safra.

Do ponto de vista anual, os resultados foram os melhores registrados pela companhia em todos os indicadores. O lucro líquido da Boa Safra em 2023 cresceu 45% sobre o ano anterior e alcançou 245,6 milhões, com margem líquida de 11,8%.

Mesmo em meio à queda generalizada dos preços dos insumos no ano passado, as vendas da Boa Safra cresceram. A receita líquida avançou 17,3% e fechou 2023 em R$ 2,07 bilhões. Do ponto de vista operacional, o Ebitda aumentou 33,2%, para R$ 258,7 milhões. Já a margem Ebitda avançou 1,48 ponto percentual para 12,45%.

Com os resultados anuais fechados, a Boa Safra ampliou sua participação no mercado de sementes de soja no Brasil e manteve a liderança da categoria. O share da companhia em 2023 foi de 8,5%, 1,1 ponto percentual superior aos 7,4% registrados no ano anterior.

A razão para o crescimento se explica pelo aumento das vendas de sementes. No ano passado, a companhia ampliou o volume comercializado em 21% e alcançou a marca de 164 mil bags. Desse total, 97% detinham algum grau de biotecnologia e 32% levavam tratamento de semente industrial (TSI).

“Nosso volume de vendas cresceu, mas conseguimos ter um crescimento ainda maior de sementes tratadas, que possuem maior valor agregado. Isso fez com que nosso preço médio de venda crescesse 7,2%, para R$ 8,9 mil por bag”, disse Marques.

Mesmo com a safra 2023/24 no Brasil se mostrando menos rentável em decorrência da quebra da produção em Mato Grosso, a Boa Safra mantém seus planos de crescimento. A companhia já contratou 225 mil hectares de terra para a produção de sementes, expandindo em 36% sua área de produção.

“O cenário da atual safra não altera a tendência que enxergamos para o mercado nem nosso ritmo de crescimento. Já temos R$ 140 milhões aprovados pelo Conselho de Administração para seguir investindo em nossa expansão”, disse Marques.

A grande aposta da Boa Safra em 2024 será a entrada na região Sul, onde a companhia ainda não atua.

Os resultados da Boa Safra (BOV:SOJA3) referentes às suas operações do quarto trimestre de 2023 foram divulgados no dia 11/03/2024.

VISÃO DO MERCADO

Como destaque positivo está a Boa Safra (SOJA3), que vê suas ações saltando 10,97%, a R$ 17,09, às 13h20 (horário de Brasília). De acordo com os analistas da XP, em meio à turbulência vivida pelos players agrícolas em 2023, a companhia foi a exceção positiva.

Genial Investimentos

A Genial Investimentos reiterou recomendação de compra e elevou o preço-alvo em doze meses de R$ 17 para R$ 19.

A casa ressalta cinco pontos positivos: (i) uma receita forte, com avanço na base anual, e apenas uma pequena compressão de margens, a despeito do cenário desafiador no agro; (ii) carteira de pedidos robusta; (iii) aumento na diversificação de receita, incluindo sementes de feijão, forrageiras, trigo e sorgo no mix; (iv) aumento de sementes de TSI no mix de receitas e (v) avanço no beneficiamento de milho. O aumento do preço-alvo se deu após a Genial revisitar suas premissas para refletir uma maior expansão de margens em virtude do aumento contínuo de sementes de TSI no mix, maior diversificação de sementes, e avanço no business de beneficiamento de milho.

XP

A empresa apresentou resultados sólidos, embora abaixo das suas estimativas, conseguindo entregar volumes mais altos (+ 20% ao ano e +2,5% versus a projeção da XP) juntamente com preços mais altos (ligeiramente abaixo do esperado pela casa), além de um aumento da participação de sementes tratadas industrialmente TSI (31,7% veruss projeção da XP de 30%) levando a maiores participações de mercado (+110 pontos-base na comparação anual) e margens. Os números notáveis, avaliam os analistas, pois os seus canais de verificação (channel checks) indicam que os preços de mercado diminuíram no ano passado, em média.

O lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado anual aumentou 32% ano a ano e o lucro por ação (LPA) ajustado aumentou 45% na mesma base de comparação, trazendo melhorias também na geração de caixa operacional. “Estimamos que as vantagens competitivas da Boa Safra e o reconhecimento da sua marca deverão continuar a reforçar a posição de liderança da empresa no setor das sementes de soja”, avalia, reiterando recomendação de compra dadas as perspectivas de crescimento e valuation atrativo.

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão

Gratuito - Quero ver a lista de criptomoedas - clique no banner

Deixe um comentário