ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for default Cadastre-se gratuitamente para obter cotações em tempo real, gráficos interativos, fluxo de opções ao vivo e muito mais.

Petróleo cede com preocupações sobre a demanda chinesa; guerra no Oriente Médio limita perdas

LinkedIn

Cenário de preocupações geopolíticas persistentes no Oriente Médio e na Rússia limitam baixa do petróleo motivada pelo enfraquecimento da demanda na China. Os futuros do Brent/maio (CCOM:OILBRENT) subiram a US$ 81,78 (-0,37%) e o WTI/abril (CCOM:OILCRUDE) a US$ 77,70 (-0,40%)81,78 -0,37%. Os dados de importação de petróleo chinês nos primeiros dois meses de 2024 ficaram em grande parte abaixo do esperado na semana passada, sublinhando as preocupações com a redução da procura.

A China é o maior importador mundial de petróleo. Estas preocupações foram ainda exacerbadas pela incerteza sobre a trajetória das taxas de juro nos EUA.

O complexo petrolífero está num modo de esperar e observar a guerra de Gaza agora que o mês muçulmano do Ramadã começa sem um cessar-fogo e sem acordo de reféns. Nenhuma data foi definida para novas reuniões, disse uma autoridade do Hamas à Reuters. No fim de semana, dezenas de drones foram abatidos pelas forças dos EUA, França e Grã-Bretanha na área do Mar Vermelho.

Os investidores estão atentos a uma possível leitura da inflação nos EUA mais quente do que o esperado, na 3ªF, o que poderá turvar o caminho da política monetária. Os relatórios mensais da AIE, da OPEP e dos EUA também serão divulgados esta semana.

Deixe um comentário

Seu Histórico Recente

Delayed Upgrade Clock