ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for smarter Negocie de forma mais inteligente, não mais difícil: Libere seu potencial com nosso conjunto de ferramentas e discussões ao vivo.

Mercados mundiais mantém cautela, com a inflação dos EUA no radar de hoje

LinkedIn

Bem-vindo à sua leitura matinal de três minutos de como os mercados estão reagindo ao redor do mundo nesta manhã.

ÁSIA: Os mercados da Ásia fecharam de forma mista na terça-feira, após as ações em Wall Street tropeçarem.

Os investidores na Ásia avaliaram dados econômicos na região. Na segunda-feira, o índice de preços ao consumidor subiu 4,83% na base anual, em linha com os 4,8% esperados por economistas. O Banco do Japão mostrou que a inflação dos produtores permaneceu estável em abril em comparação com o ano anterior, enquanto os preços das importações aumentaram 6,4% ano após ano no mês passado, provavelmente devido as quedas acentuadas do iene. A inflação no atacado da Índia deverá ser divulgada no final do dia.

O Nikkei do Japão subiu 0,46%, terminando em 38.356,06 pontos, enquanto o Kospi da Coreia do Sul subiu 0,11% para 2.370,34 pontos.

O S&P/ASX 200 na Austrália caiu 0,30%, terminando o dia em 7.726,80 pontos, com oito dos 11 setores da indústria registrando quedas moderadas. As ações de consumo avançaram, registrando o setor o melhor desempenho da sessão, em meio à expectativa de apoio orçamentário para os gastos das famílias, o que poderia impulsionar o consumo. As mineradoras de lítio avançaram na esperanças de que o orçamento inclua medidas para impulsionar o setor em meio à pressão do governo de Anthony Norman Albanese, primeiro-ministro, para tornar a Austrália líder em minerais críticos. Piemonte Lithium saltou 12,8% e Chalice Mining ganhou 6,6%. As ações da gigante de mineração BHP, a maior ação do índice, caíram 0,2% depois que seu alvo de aquisição, a mineradora britânica Anglo American, rejeitou uma oferta pública de aquisição de US$ 64 bilhões. A rival Rio Tinto perdeu 0,9% e Fortescue Metals recuou 0,8%. As empresas de petróleo Santos e Woodside Energy caíram 0,6% cada.

Em uma sessão errática, o índice Hang Seng de Hong Kong negociou entre altas e baixas para finalmente fechar em alta de 0,03%, em 19.121,00 pontos, enquanto na China continental, o índice CSI 300, que agrupa as maiores empresas listadas em Shanghai e Shenzhen, caiu 0,21%, fechando em 3.657,05 pontos.

EUROPA: As bolsas europeias permanecem estáveis ​​na manhã desta terça-feira, enquanto os investidores globais aguardam os últimos relatórios de inflação dos EUA.

O índice pan-europeu Stoxx 600 cai 0,1% na sessão matinal, com setores negociados em território misto.

O alemão DAX 30 cai 0,2% e o francês CAC 40 cai 0,1%.

Em Londres, o FTSE 100 avança 0,1%. As ações da Anglo-American caem 2,6% depois que o conselho da mineradora rejeitou uma oferta de aquisição da BHP. Em contrapartida, as ações da BHP disparam quase 3%. Entre outras empresas de mineração listadas na LSE, Antofagasta sobe 0,3% e Rio Tinto cai 0,3%. A petrolífera BP sobe 0,9%.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA oscilam perto da linha de abertura na terça-feira, enquanto Wall Street se prepara para a divulgação dos relatórios de inflação.

Nas negociações regulares, o Dow caiu 0,21%, em 39.431,51 pontos. O índice de blue-chips registrou sua primeira sessão de quedas em nove, quebrando o rali mais longo de altas desde dezembro. O S&P 500 caiu 0,02%, em 5.221,42 pontos. O Nasdaq Composite teve o melhor desempenho, subindo 0,29%, em 16.388,24 pontos.

Um relatório do Federal Reserve de Nova Iorque mostrou que as expectativas dos consumidores em relação à inflação de curto e longo prazo aumentaram em abril. A leitura pressionou as principais índices e pesaram sobre as ações.

Outro catalisador sobre os mercados surgirá na manhã de terça-feira, com a divulgação do primeiro dos dois principais relatórios sobre a inflação da semana. A leitura do índice de preços ao produtor de abril será divulgada às 9h30 de hoje. Economistas esperam que o PPI tenha subido 0,3% em relação ao mês anterior. O índice de preços ao consumidor, também observado de perto, será divulgado na quarta-feira e os economistas esperam que tenha subido 0,4% em abril na comparação mensal, ou 3,4% em relação aos 12 meses anteriores.

Mesmo com as ações dos mercados sendo silenciados na segunda-feira, os principais índices permanecem próximos de suas máximas. Os investidores estão esperançosos desde que o presidente do Fed, Jerome Powell, disse no início deste mês que o próximo movimento do banco central de um aumento das taxas de juros era “improvável”, mesmo em meio a uma onda de leituras de inflação quentes nos últimos meses.

Os rendimentos dos Títulos do Tesouro dos EUA caem ligeiramente na manhã de terça-feira, enquanto os investidores aguardam novos dados de inflação, enquanto analisam os comentários dos legisladores do Federal Reserve. Os rendimentos e preços têm uma relação invertida.

Isto ocorre depois que o Fed disse na sua última reunião que houve “falta de mais progresso” no recuo da inflação à sua meta de 2%. Os legisladores políticos também têm afirmado repetidamente que procuram dados em busca de provas sobre arrefecimento das pressões inflacionárias antes de se sentirem prontos para cortar as taxas de juros.

Esses dados desta sesmana poderão, portanto, afetar as expectativas dos investidores sobre quando as taxas poderão ser reduzidas e quantos cortes poderão ocorrer este ano. Caso o IPC e o PPI sugiram que a inflação está arrefecendo, as expectativas de cortes nas taxas poderão aumentar e vice-versa.

Mais autoridades do Fed deverão falar esta semana e poderão fornecer novos “insights” sobre as perspectivas da política monetária. Hoje, Lisa Cook, membro do FOMC deve falar às 10h10, enquanto o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, está previsto para discursar às 11h00.

CRIPTOMOEDAS:
Bitcoin: -2,11% US $ 64.742,30
Etereum: -2,55% US $ 2.912,65

ÍNDICES FUTUROS – 7h40:
Dow: +0,05%
S&P 500: +0,03%
NASDAQ: +0,03%

COMMODITIES:
MinFe: -0,75%
Bent: -0,02%
WTI: -0,01%
Soja: -0,55%
Ouro: +0,34%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, independente, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra, manutenção ou venda de ativos.

Deixe um comentário