A Minerva Foods reportou prejuízo líquido de R$ 25,7 milhões no quarto trimestre do ano passado, ante um lucro de R$ 150,3 milhões em igual período de 2021.

A receita líquida somou R$ 6,839 bilhões no quarto trimestre deste ano, queda de 8,9% na comparação com igual etapa de 2021 e abaixo do consenso Refinitiv, que previa R$ 7,8 bilhões.

No acumulado do ano, a alta foi de 14,9% com os R$ 30,977 bilhões frente aos R$ 26,965 de 2021.

Ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado totalizou R$ 607,5 milhões no 4T22, um recuo de 17,4% em relação ao 4T21 e abaixo dos R$ 713 milhões projetados pelo consenso Refinitiv. A margem Ebitda ajustada, por sua vez, atingiu 8,9% entre outubro e dezembro, baixa de 0,9 ponto percentual (p.p.) frente a margem registrada em 4T21.

As despesas com vendas, no 4T22, representaram 8,1% da receita líquida, enquanto as despesas gerais e administrativas alcançaram 4,3% dessa rubrica. No ano de 2022, as despesas com vendas totalizaram 7,5% da receita líquida, especialmente impactada pelos custos logísticos como fretes internacionais e combustíveis, enquanto as despesas gerais e administrativas foram de 3,3%.

O resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 562,4 milhões no quarto trimestre de 2022, uma elevação de 3,7% sobre as perdas financeiras da mesma etapa de 2021.

No 4º trimestre de 2022, o volume consolidado de abate da Companhia alcançou 855 mil cabeças, totalizando 3,7 milhões de cabeças abatidas no ano, um crescimento de 5% ante 2021. A expansão anual do abate é impulsionada pela consistente demanda internacional por carne bovina, além da crescente disponibilidade de animais prontos para o abate, especialmente no Brasil.

As exportações no 4T22 geraram receita de R$ 4,6 bilhões, em 2022 a receita de exportação totalizou R$ 22,6 bilhões, crescimento de 16,8% na comparação com 2021. Nesse 4T22, a performance do mercado externo na operação Brasil alcançou 62,1% da receita bruta e 62,7% do volume desta origem. Já nas operações ex-Brasil (Argentina, Colômbia, Paraguai e Uruguai) as exportações representaram 68,0% da receita bruta e 63,1% do volume. No ano, as exportações da operação brasileira alcançaram 69,8% da receita bruta e 64,3% do volume, nas operações ex-Brasil totalizaram 73,1% da receita bruta e 65,6% do volume.

  • África: A região da África correspondeu por 4% das exportações em 2022, queda de 1 p.p. quando comparado a 2021.
  • Américas: Em 2022, as Américas totalizaram 17% das exportações, queda de 5 p.p. na comparação com 2021, permanecendo como o segundo principal destino das exportações da Minerva Foods.
  • Ásia: O continente asiático totalizou 50% do total exportado em 2022, crescimento de 9 p.p. em relação a 2021, mantendo-se com o principal destino das nossas exportações. A China representou 43% das exportações da Companhia no período.
  • CEI (Comunidade dos Estados Independentes): A participação da Comunidade dos Estados Independentes, representada essencialmente pela Rússia, somou 9% das exportações no ano de 2022, estável na base anual.
  • Europa: No ano, a Europa alcançou 7% das exportações da Companhia, em linha com o período anterior.
  • NAFTA: A região foi responsável por 6% das exportações, uma redução de 2 p.p. na comparação com o ano anterior. Vale destacar que a região continua sendo representada, em sua maioria, pelos Estados Unidos, que deve aumentar sua demanda por carne bovina sul-americana ao longo dos próximos períodos em função do cenário de restrição na oferta local.
  • Oriente Médio: A região correspondeu por 7% do total exportado em 2022, estável em relação a 2021.

A receita bruta do mercado interno alcançou R$ 2,8 bilhões no 4T22, crescimento de 1,1% ante o trimestre anterior e refletindo a sazonalidade do período. Em 2022, a receita bruta do MI totalizou R$ 10,3 bilhões, expansão de 11,7% na comparação com 2021. O 4º trimestre do ano é tradicionalmente caracterizado por um aquecimento da demanda, devido as festas de final de ano, verão e desta vez, excepcionalmente, a Copa do Mundo de Futebol, que juntos contribuíram para um melhor nível de demanda doméstica.

O fluxo de caixa proveniente das atividades operacionais da companhia foi de aproximadamente R$ 1,1 bilhão no 4T22.

O fluxo de caixa livre da Companhia, após investimentos, pagamento de juros e capital de giro e, excluindose o impacto relativo à conclusão da aquisição da ALC (Australian Lamb Company), foi positivo em R$ 268,3 milhões no 4T22.

Os investimentos do trimestre totalizaram R$ 1,1 bilhão. Desse montante, cerca de R$ 103,7 milhões foram destinados à manutenção e R$ 988,1 milhões foram utilizados para expansão operacional, em particular nas operações fora do Brasil e, notadamente no desembolso de R$ 802,9 milhões relacionados a aquisição da ALC (Australian Lamb Company).

Em 31 de dezembro de 2022, a dívida líquida da companhia era de R$ 6,695 bilhões, um crescimento de 9,7% na comparação com a mesma etapa de 2021.

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 2,15 vezes em dezembro/22, queda de 0,25 p.p. em relação ao mesmo período de 2021.

Dividendos

A Administração da Minerva irá submeter a Assembleia de acionistas o pagamento de dividendos complementares no valor total de R$ 208,6 milhões ou R$ 0,36 por ação, totalizando o montante de R$ 336,7 milhões, ou R$ 0,58 por papel, distribuídos como proventos referentes ao exercício fiscal de 2022.

Os resultados da Minerva Foods (BOV:BEEF3) referentes suas operações do quarto trimestre de 2022 foram divulgados no dia 23/02/2023. Confira o Press release na íntegra!

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão

MINERVA ON (BOV:BEEF3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Mar 2024 até Abr 2024 Click aqui para mais gráficos MINERVA ON.
MINERVA ON (BOV:BEEF3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Abr 2023 até Abr 2024 Click aqui para mais gráficos MINERVA ON.