Índice

Criar Discussão

Atualizar

Usuários Filtrados

Usuários Banidos

Meus Alertas

Meu Perfil

Busca

Regras

Shoppings! Investir Ou Não? (IGTA3)

pppadv
  • Premium
  • Dono
  • 21650
  • 28/03/2007

Moderador: pppadv

Gráfico Intraday: Jhsf Participacoes SaGráfico Longo-Prazo: Jhsf Participacoes Sa
Gráfico IntradayGráfico Longo-Prazo
Gráfico Intraday: Br Malls Participacoes SaGráfico Longo-Prazo: Br Malls Participacoes Sa
Gráfico IntradayGráfico Longo-Prazo
Gráfico Intraday: Iguatemi Empresa Shopping Centers SaGráfico Longo-Prazo: Iguatemi Empresa Shopping Centers Sa
Gráfico IntradayGráfico Longo-Prazo
Gráfico Intraday: Multiplan Empreendimentos Imobiliarios SaGráfico Longo-Prazo: Multiplan Empreendimentos Imobiliarios Sa
Gráfico IntradayGráfico Longo-Prazo
Gráfico Intraday: Cyrela Commercial Properties Sa Empreendimentos ParticipacoesGráfico Longo-Prazo: Cyrela Commercial Properties Sa Empreendimentos Participacoes
Gráfico IntradayGráfico Longo-Prazo
Gráfico Intraday: General Shopping e Outlets do Brasil SAGráfico Longo-Prazo: General Shopping e Outlets do Brasil SA
Gráfico IntradayGráfico Longo-Prazo
Gráfico Intraday: Jereissati Participacoes S.A.Gráfico Longo-Prazo: Jereissati Participacoes S.A.
Gráfico IntradayGráfico Longo-Prazo

 

O primeiro shopping inaugurado no Brasil, em 1966, foi o Iguatemi, em São Paulo. Desde então, o setor brasileiro de shopping centers apresenta um notável crescimento em termos de Área Bruta Locável (ABL), faturamento e empregos gerados.

A proposta dos shoppings, em oferecer segurança e a facilidade de encontrar tudo no mesmo lugar, aliada a idéia de modernidade e progresso, foram os maiores atrativos para os brasileiros elegerem esses empreendimentos como lugar privilegiado para compras e lazer.

Já consolidados no mercado do País, os números são expressivos. Dados da ABRASCE, apontam que o setor registrou crescimento de 11,4% nas vendas em 2008, em comparação com o ano anterior, fechando o ano com faturamento de R$ 64,6 bilhões.

Evolução

A expertise do empreendedor brasileiro na indústria de Shopping Centers é um dos diferenciais para o crescimento do setor no País. Esse resultado é reflexo do bom desempenho que passa o mercado está registrando ao longo dos últimos anos, principalmente pela maturidade dos empresários do setor, por investimentos estrangeiros e aumento no número de Shopping Centers em todo o Brasil.

Desde o final dos anos 90, os shoppings no Brasil vêm passando por uma readequação de layout, além de novas configurações que auxiliaram na demanda para o consumo. Outro diferencial são os novos conceitos de empreendimentos empregados no Brasil, como o open mall, que tem luz natural e lojas abertas para ruas e jardins.

Com todos esses fatores favoráveis, a indústria de shopping centers se tornou uma grande propulsora de desenvolvimento, promovendo o crescimento urbano, valorização imobiliária, aprimoramento do comércio local e, consequentemente, gerando empregos.

Em 2008, o setor gerou mais de 720 mil postos de trabalhos.

Pesquisa
No ano passado, a ABRASCE encomendou a pesquisa 'O Impacto Socioeconômico do Shopping Center', realizada pelo IPDM - Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento de Mercado - que comprovou os benefícios da implantação de um shopping center na economia nacional. Foram comparadas cidades do mesmo porte que tiveram ou não a inauguração de um empreendimento. Os benefícios foram registrados nos tributos - como a arrecadação do IPTU, que registrou aumento de 31% e o crescimento de postos de emprego, que foi de 24%.

Outros dados do estudo revelam que a chegada dos centros de compras, além da valorização imobiliária, provocam uma reativação de estabelecimentos de comércio e serviços no entorno, derrubando assim o estigma de que shoppings prejudicam o comércio de rua.

Desempenho da indústria de Shopping Centers no Brasil

Em plena expansão no País, a indústria de Shopping Centers do Brasil fechou o ano de 2008 com faturamento de $ 64,4 bilhões, número que representa um crescimento de 11%m quando comparado com o ano anterior.

O reflexo do bom desempenho que passa o mercado ao longo dos últimos anos, além da maturidade dos empresários do setor, por investimentos estrangeiros e aumento no número de malls em todo o Brasil são alguns dos fatores que contribuíram com o resultado obtido em 2008.

O aumento do faturamento também se explica pelas inaugurações de novos empreendimentos. Em 2008 foram 13 a mais que no ano anterior, que somam mais de 8.647 mil m2 de Área Bruta Locável (ABL).

Neste ano de 2009 serão inaugurados outros 24 (sendo que um empreendimento foi aberto em janeiro), em capitais como Manaus, na Amazônia, Salvador, na Bahia, Fortaleza, no Ceará e Belo Horizonte, em Minas Gerais e também em cidades menores como Caruaru, em Pernambuco, Santa Maria, no Rio Grande do Sul e Mogi Mirim, em São Paulo. Essas somarão mais de 660 mil m2 de ABL.

Desenvolvimento
O mercado de Shopping Centers é responsável por 18,3% do varejo nacional e por 2% do PIB. Esses números comprovam a importância do setor, que entre 2006 e 2008 cresceu 28%. Esses resultados são reflexos também de ações como os investimentos de grupos internacionais no mercado nacional, abertura de capital na bolsa de valores e excelente gestão de seus administradores.

ABRASCE - Shoppings Associados

Uma comparação de dados fundamentalistas entre as empresas de exploração de imóveis podem ser vistas em:
Setor de Exploração de Imóveis - Fundamentus

JPSA3x IGTA3

A  Jereissati Participações (JPSA3) atualmente não tem participação nenhuma na OI, e só controla a Iguatemi de shoppings [IGTA3], detendo 50,6 % da empresa.

 

Há um belo desconto em comprar JPSA3, só raciocinando com a participação na Iguatemi sem considerar nenhum prêmio de controle (provavelmente se a Jereissati resolver vender sua participação na Iguatemi conseguirá um valor bem superior ao atual de mercado com base nas cotações de IGTA3). Por outro lado, a liquidez das JPSA3 é bem menor que das IGTA3, sendo bem mais difícil para vender e também para comprar, significando que não é indicada para traders curtos.

 





  • 04 Jul 2008, 00:54
  • 27 Fev 2018, 21:08
  • Tweet
Ativos Discutidos
BOV:JHSF3 7.68 -0.5%
BOV:BRML3 10.30 -2.4%
BOV:IGTA3 41.80 -2.1%
BOV:MULT3 23.61 -2.7%
BOV:CCPR3 11.82 -3.0%
BOV:GSHP3 38.91 0.0%
BOV:JPSA3 35.65 -1.0%
Iguatemi Empresa Shopping Centers Sa
Índices Mundiais
Alemanha 1.0%
Austrália 0.0%
Brasil -0.9%
Canadá 0.6%
EUA (Dow Jones) 0.7%
EUA (NASDAQ) 1.0%
França 1.4%
Grécia 0.7%
Holanda 1.4%
Inglaterra 0.9%
Itália 1.3%
Portugal 1.2%
Maiores Baixas (%)
BOV:T1AL34 3.49 -67.5%
BOV:GFSA1 0.15 -57.1%
BOV:E1DU34 0.99 -55.2%
BOV:G1DS34 32.80 -17.3%
BOV:DMAC11 11.99 -13.7%
BOV:B1IL34 98.89 -12.5%
BOV:RPMG3 5.28 -10.1%
BOV:J1WN34 162 -9.9%
BOV:I1QY34 29.28 -9.6%
BOV:P1DD34 50.41 -7.9%
BOV:CEDO4 6.96 -7.2%
BOV:BAHI11 6.50 -7.1%
BOV:CARD3 23.55 -6.9%
BOV:NETE34 546 -6.7%
BOV:K2CG34 24.18 -6.1%
BOV:A1SN34 39.88 -6.0%
BOV:COCE3 75.30 -5.9%
BOV:VOTS11 82.51 -5.9%
BOV:JFEN3 4.30 -5.7%
BOV:BRKM5 58.95 -5.6%
Maiores Altas (%)
BOV:ZIFI11 1,700 30.8%
BOV:MAPT4 45.50 23.0%
BOV:I1PH34 184 14.4%
BOV:DRIT11B 114 13.7%
BOV:N1IC34 59.60 12.6%
BOV:R1KU34 123 12.0%
BOV:M1CK34 265 11.4%
BOV:ATMP3 7.35 11.0%
BOV:E1VR34 168 10.9%
BOV:R1SG34 302 9.3%
BOV:BDLL3 12.30 9.0%
BOV:R1OL34 196 8.6%
BOV:PLAS3 17.20 8.4%
BOV:M1RN34 181 8.0%
BOV:T2TD34 4.19 8.0%
BOV:I1RP34 525 7.7%
BOV:V1MC34 232 7.3%
BOV:A1PH34 184 7.1%
BOV:HAGA3 4.62 6.5%
BOV:P1YC34 67.41 6.2%
Negócios
BOV:LAME4 7.78 -0.6%
BOV:MGLU3 22.56 -2.8%
BOV:VVAR3 14.05 -1.7%
BOV:BBDC4 23.89 -1.2%
BOV:BOVA11 120 -1.4%
BOV:PETR4 26.67 -1.0%
BOV:VALE3 114 -0.6%
BOV:B3SA3 16.34 -0.7%
BOV:ITUB4 29.01 -0.4%
BOV:OIBR3 1.24 -3.1%
BOV:JBSS3 30.66 0.3%
BOV:GGBR4 30.72 0.5%
BOV:RENT3 68.30 -0.2%
BOV:CIEL3 3.42 0.0%
BOV:USIM5 20.21 1.4%
BOV:CPTS11 99.60 -0.4%
BOV:CXSE3 11.45 6.0%
BOV:CSAN3 27.05 -0.6%
BOV:ABEV3 16.73 -1.8%
BOV:LREN3 43.32 -1.2%
Seu Histórico Recente
BOV
IGTA3
IGUATEMI O..
Registre-se agora para acompanhar essas ações ao vivo no Monitor ADVFN.

O Monitor permite ver até 110 de suas ações favoritas de uma vez só e é completamente grátis para você usar.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P: V: D:20210724 08:23:40