Perda de grau de investimento pode vir na virada do ano, diz Porto Seguro Investimentos

LinkedIn

O Brasil pode virar o ano perdendo o grau de investimento de mais uma agência de avaliação de risco, avalia José Pena, economista-chefe da Porto Seguro Investimentos. Ontem, a Moody’s colocou o rating do Brasil em revisão para possível rebaixamento. Hoje, o Brasil tem grau de investimento de baixo risco da Moody’s e da Fitch. A Standard & Poor’s já retirou o selo de bom pagador do Brasil em setembro.

Para Pena, o rebaixamento do Brasil pela Moody’s deve vir nos próximos 90 dias. “No episódio recente da Rússia, o processo foi de pouco mais de um mês”, lembra. Ele diz que podemos ver uma briga entre a Fitch e a Moody’s para ver quem rebaixa o Brasil antes. “Mas devemos virar a folhinha do Ano Novo com novo rebaixamento”, afirma.

E haverá impactos no mercado com a medida, acredita Pena, mesmo que o rebaixamento já fosse esperado e que boa parte dos preços já tenha se ajustado. “Mas vai ser uma gota a mais no copo que já está cheio, mais um galho no cipoal de más notícias que temos visto no país”, afirma. “Por isso, não acredito que tudo já está no preço, vamos ter impactos nos mercados”, alerta.

Para ele, o fato de o rebaixamento vir antes do esperado pelo mercado, que trabalhava com meados do ano que vem, reflete a piora dos fundamentos da economia brasileira. “A culpa é nossa, nós é que encurtamos o tempo, não só com piora nos dados correntes de inflação, contas públicas, como nas expectativas, com o cenário político se complicando e impedindo qualquer avanço”, diz. “Ou seja, o cenário não vai mudar e, se mudar, vai ser para pior”.

E nem dá para culpar o cenário externo, afirma Pena, como afirmavam os defensores do governo no passado.

Deixe um comentário