Ações da Petrobras e Vale despencam em NY

LinkedIn

As ADRs da Petrobras (NYSE:PBR.A) e Vale (NYSE:VALE) despencaram na bolsa de valores de Nova Iorque no pregão de ontem (-5,24% e -5,29% respectivamente), enquanto o mercado nacional estava parado por conta do feriado de aniversário da cidade de São Paulo. Contribuindo negativamente para a retomada das operações nesta terça-feira, o índice SSI (SSI:000001) registrou queda 6,4% nesta madrugada com investidores abandonando o mercado asiático com receio de forte desaceleração da economia do país.

Outras notícias importantes do dia

• A Vale (BOV:VALE5) obteve decisão favorável da Justiça garantindo o reestabelecimento das atividades dos terminais que fazem parte do Complexo Portuário de Tubarão, que tiveram as suas atividades suspensas na semana passada.

• O BNDES aprovou um empréstimo de R$ 300 milhões para a Copel (BOV:CPLE6) para o financiamento das operações do Complexo Eólico Brisa Potiguar, localizado no Rio Grande do Norte.

• O BNDES emprestou cerca de R$ 136 bilhões em 2015, queda de 28% na comparação anual.

• A Dívida Pública Federal cresceu para R$ 2,79 trilhões em 2015, alta de 21,7% na comparação anual.

• Depois do ministro da Fazenda negar, a presidente Dilma Rousseff disse que hipoteticamente poderia usar parte das reservas em moeda estrangeira para financiar o crescimento do País, mas agora não seria o momento.

• O laudo de avaliação no âmbito da oferta pública pela Tereos (BOV:TERI3) apurou o valor econômico entre R$ 56,01 e R$ 61,60, acima dos R$ 65,00 propostos pelo controlador da companhia.

• A Eztec (BOV:EZTC3) não lançou novos produtos no quarto trimestre de 2015 e, assim como no 3T15, direcionou esforços para vendas de unidades em estoque.

• Eike Batista não pode divulgar os termos do acordo com o fundo Mubadala para a transferência de ações que possui no grupo EBX no momento. Eike informou que após o cumprimento de certas condições precedentes e a realização dos atos de fechamento, prestará os esclarecimentos necessários.

• A Minerva (BOV:BEEF3) aprovou um aumento de capital de até R$ 1,55 bilhão com a emissão de ações no valor unitário de R$ 15,60.

• A agência de classificação de risco S&P elevou a nota de crédito da Grécia em um nível, para B-, uma graduação de alto risco ainda.

Esta notícia foi extraída do Bom Dia ADVFN, newsletter diária divulgada pela ADVFN Brasil, em 26-01-2016. Acesse a versão completa do Bom dia ADVFN por este link: Clique aqui.

Deixe um comentário