Visão LS: Março 2016

LinkedIn

E o Ibovespa confirmou a expectativa de alta.

Subimos 16,97%, a maior alta mensal desde Outubro/2002!

Conforme colocamos no último Visão, mesmo meio ao frenesi político, saímos do poço.

A mídia agora fala em “Rali do Impeachment”.

A pergunta que fica é: será que esse rali já não aconteceu?

É isso que vamos estudar no Visão LS deste mês.

Ibovespa

O alvo mencionado foi atingido pelos preços. Não só isso. O Índice chegou a romper a zona de 50000 pontos.

No entanto, graficamente, apesar de a tendência ainda ser de alta ( no curtíssimo prazo) já existem sinais de exaustão do movimento ascendente.  Que é a cunha ascendente (com implicações baixistas) em rosa, corroborada pela divergência de baixa no IFR14. Atente também para o Advanced Breakdown (em azul tracejado no IFR14), já acionado no mesmo indicador.

Assim, o suporte e objetivo em caso de queda fica na faixa de 47000 pontos. Já a resistência, caso os preços ignorem tais sinais, fica na máxima do ano passado em 58000 pontos (onde passa LTB no mensal, conforme veremos).

 

http://media.lseducacao.com.br/wp-content/uploads/2016/03/ibov-mar.jpg

 

No gráfico mensal a média móvel de 21 períodos foi tocada e por ora segura os preços (linha azul pontilhada). Ou seja, o retorno a média que defendíamos alguns meses atrás aconteceu!

A pergunta chave agora é:

Romperemos a média no mensal e estamos iniciando então uma tendência de longo prazo de alta OU retornaremos à ainda vigente tendência de baixa primária?

 

http://media.lseducacao.com.br/wp-content/uploads/2016/03/ibov-mwn.jpg

 

Dando uma olhadinha no semanal, o Advanced Breakup acionado em Fevereiro, sugere o retorno à antiga LTB (linha azul no indicador) para um teste como suporte.

http://media.lseducacao.com.br/wp-content/uploads/2016/03/ibov-4.jpg

Para deixar a leitura um pouco mais incerta, veja que apesar dos gráficos sugerirem alguma correção, Abril historicamente costuma ser um mês de alta!

http://media.lseducacao.com.br/wp-content/uploads/2016/03/abril.jpg

Dólar

O dólar seguiu o prognóstico do último Visão, atingiu os 3700 pontos e foi além. No momento se sustenta sob suporte dos 3600 dentro de um viés baixista.

Abaixo de 3600 (3585 para ser mais claro), o dólar tem suporte em 3500 pontos (em verde tracejado) e a retração de 61,8% de Fibonacci em verde (suporte mais importante) em 3335 pontos.

dol

Outro fato interessante, é que no gráfico mensal o dólar fechou abaixo da sua mme9 (rosa). Isso abre espaço para a busca da mma21 (em azul) nesse prazo, que por ora passa em 3280!

dol3

No entanto, não podemos descartar a hipótese alternativa ao cenário supracitado. Afinal de contas existe uma divergência de alta no diário, que ainda não foi acionada. Em caso de acionamento, alguma recuperação seria esperada.

dol2

Dólar em relação às outras moedas

Seguindo a rotina iniciada em Janeiro, vamos observar agora como o dólar tem se comportado perante as outras moedas. Não deixe de acessar o Visão do mês passado e confrontar os gráficos.

Dólar x Rupia Indonésia: Pivotou pra baixo!

USDIDR

Dólar x Dinar Tunisiano: Divergência de baixa continua lá

USDTND

Dólar x Rand Sul Africano: Divergência de baixa somada a Advanced Breakdown

USDZAR

Dólar x Lira Turca: Triangulação rompida pra baixo, caminha em busca da LTA

USDTRY

Dólar x Rúpia Indiana: Consolidou topo, testa LTA, mas Advanced breakdown sugere perda

USDINR

Dólar x Dólar Australiano: Confirmou divergência, perdeu LTA, caminha para a busca da LTA mais longa

USDAUD

Dólar x Rublo Russo: Consolidou topo, simetria sugere mais queda

USDRUB

Dólar x Euro: Segue lateralizado, no entanto agora com divergência (fraca)

USDEUR

Dólar x Peso Mexicano: Consolida topo, mas agora com Advanced breakdown acionado sugerindo mais quedas

USDMXN

Dólar x Yuan Chinês: “Segue com divergência, pronto pra pivotar”. Foi o que disse mês passado. Pivot feito, espaço para cair mais

USDCNH

Dólar x Pound (libra Inglesa): Testando resistência de retângulo de longo prazo, agora com divergência de baixa

USDGBP

Dólar x Dólar canadense: Topão formado, divergência e espaço para testar LTA (que deve ser perdida)

USDCAD

Dólar x Yen Japonês: Forte queda no mês, com espaço simétrico para continuidade do movimento

USDJPY

Juros Futuros

Queda de 5,90% como resposta a mudança de tendência. Um pouco sobrevendida no curtíssimo prazo, mas não se encontra em ponto de inflexão importante (que está em 12,70).

DI

IEEX

Fez exatamente o movimento esperado.

Agora a simetria é baixista com rota em 25000 pontos, que é quebrada somente acima de 28000 pontos.

iee

IFNC

Praticamente fechou a simetria mais afastada proposta. Rota de curtíssimo prazo em 4900 e para cima topo histórico em 5760.

if

IMOB

Fez parcialmente o movimento desenhado mês passado. Tem espaço ainda para fechar a simetria em 620 pontos. Para baixo, rota é em 500 pontos.

IMOB

IFIX

Foi além do esperado! Simetria agora é bastante altista com rota em 1620 pontos. No entanto, está bastante sobrecomprada no curtíssimo prazo para apostar nessa direção.

ifix

ICON

Exemplo de livro de simetria! Cumprida com majestade. Um movimento mais lateral agora é esperado com suporte até 2500. Para cima, abre rota positiva acima de 2800 pontos.

icon

Papéis que apontamos no último Visão

Assim como Fevereiro, Março foi muito bom. Continuamos a acertar muito mais que errar. Média de retorno superior nos acertos. Isso que, muitos dos ativos que ali estão na lista como retornos negativos, sequer geram acionamento de trades ou nem tinha situação ideal para posições, como NATU3. Ainda assim, fui o mais transparente possível.

Considerando um capital alocado de R$ 10.000,00 por ativo. Como foram 27 trades, capital total R$ 270.000,00.

O retorno até então seria de 9,20%.

Março

Logicamente, que esse resultado mudaria de acordo com a política de controle de risco e perfil pessoal de cada um.

Papéis para acompanhar de perto

Como muitos ativos, fizeram já um bom movimento e estão sob suas médias de longo prazo (mm21 no mensal), a lista desse mês então é pequena.

BCFF11: Simetria limpa, mas fugiu de um ponto ideal de entrada. Monitorar no diário.

bcff

BVMF3: Encontrou resistência importante. Caso inflexione por ali, tem boa simetria baixista. Caso se livre da resistência tem espaço até o topo histórico

bvmf

CCRO3: Testando cabeça de pivot de alta com LTB já rompida

ccro3

CESP6: Já tínhamos falado dela. Agora no semanal tem Ombro cabeça ombro invertido e LTB’s mais longas a serem testadas

cesp

CGAS5: Caso feche acima do topo histórico, deve buscar a linha de referência do canal de alta

cgas5

CSAN3: Sob suporte de forte resistência rompida de prazo maior, tem simetria aberta até o topo histórico

csan3

FIBR3: Que comentamos mês passado, perdeu a LTA mais curta. Vai em busca agora da mais longa.

fibr

GGBR4: Atingiu sim um ponto importante. No entanto acima de 6,70, simetria segue mandando

ggbr

HYPE3: Cumpriu a simetria com majestade. Agora sente o ponto de inflexão como barreira. Abaixo, alvo em 23,50. Acima do topo histórico, vale entrada

hype

RSID3: Acima de 6,20 volta a estar em sincronia altista com simetria mais longa

RSID

SUZB5: Chamamos a atenção em Janeiro para o teste da LTA. Ela foi perdida, vai em busca da próxima

suzb

TBLE3: Quatro anos de lado. O rompimento interessa (e muito!). OBV já rompeu

tble

 

Considerações

Todos estão de olho na possibilidade do Impeachment da presidente.

O grafista pode fechar os olhos para isso. Não é fácil eu sei.

Mas, foi assim, ignorando todo e qualquer movimento extra preço, que o Visão LS se consolidou.

Siga o que aqui está inserido para enriquecer o seu Método de atuação no mercado. Não como pontos de entrada e saída isolados.

Convido você a conhecer nossos novos treinamentos, nessa nova fase da L&S que inicia!

Aproveite, deixe seu comentário e sua avaliação desse texto.

Um abraço, conte conosco.

Fábio Figueiredo

Leia os relatórios anteriores

Setembro Outubro Novembro Dezembro Janeiro Fevereiro

As análises apresentadas nesse espaço são produzidas pelo analista Fábio Figueiredo, CNPI-T EM-1533. Fábio produz as análises através dos estudos: Método Bisi, Método Stormer e Método Leandro. Tais métodos são explicados em detalhes nos cursos oferecidos pela Escola de Traders Leandro&Stormer. Este vídeo-relatório é de uso exclusivo de seu destinatário, não pode ser reproduzido ou distribuído, no todo ou em parte, a qualquer terceiro sem autorização expressa

Deixe um comentário