Estácio vira namoradinha do mercado

LinkedIn

Entrou mais um competidor no páreo para uma possível fusão com a Estácio Participações (BOV:ESTC3): neste final de semana a Ser Educacional (BOV:SEER3) anunciou uma proposta de fusão alternativa à Kroton (BOV:KROT3). A administração da Ser acredita que a fusão trará significativos ganhos para as companhias, gerando valor a seus acionistas e para o setor de ensino superior brasileiro, com a consolidação do maior grupo nacional em ensino superior presencial, com especial representatividade nas regiões de menor taxa de penetração do ensino superior do País (Nordeste e Norte). A Ser propõe o pagamento o extraordinário de dividendos aos atuais acionistas da Estácio no valor de R$ 590 milhões, representando R$ 1,921 por ação da Estácio e a companhia combinada teria uma participação dos acionistas atuais da Estácio de 68,7% e dos acionistas atuais da Ser Educacional de 31,3% em seu capital social total e continuaria listada no Novo Mercado. Desde a proposta de fusão pela Kroton na semana passada, as ações da Estácio já subiram mais de 25% no mercado.

Outras notícias importantes do dia

• Relatório Focus do Banco Central: PIB deve registrar contração de 3,71% em 2016, com inflação de 7,12%.

• A produção de petróleo da Petrobras (BOV:PETR4) operada no pré-sal brasileiro alcançou um novo recorde ao superar o patamar de 1 milhão de barris por dia no mês de maio. Os campos do pré-sal localizados nas bacias de Santos e de Campos já respondem por cerca de 40% da produção de petróleo operada no Brasil pela companhia.

• Pedro Parente, novo presidente da Petrobras (BOV:PETR4), afirmou que não irá perder tempo analisando uma possível privatização da companhia, avaliando que a discussão não está madura com a sociedade ainda.

• A Samarco vai criar um Programa de Demissão Voluntária para reduzir seu quadro de funcionários. A companhia afirmou que se receber suas licenças de volta poderá operar com no máximo de 60% de sua capacidade.

• A Usiminas (BOV:USIM5) negou que, no momento, existam planos para divisão da companhia entre seus principais controladores, a Nippon Steel e Technit.

• O Ministério da Fazenda vai defender no Tribunal de Contas da União a regularidade da devolução de R$ 100 bilhões pelo BNDES ao Tesouro Nacional.

• O Bradesco (BOV:BBDC4) será processado por investidores nos EUA após o envolvimento de executivos do banco no âmbito da Operação Zelotes da Polícia Federal. Segundo relatório da PF, membros da diretoria do banco mantiveram contato com pessoas investigadas para advogar uma questão fiscal junto ao Conselho Administrativo de Recursos Fiscais.

• A taxa de desemprego nos EUA caiu para 4,7% em maio, mas criou apenas 38 mil novas vagas de trabalho no mês, muito abaixo do esperado pelos economistas.

• A população Suíça rejeitou com 77% dos votos um plano que estabeleceria renda básica garantida de US$ 2.560 por mês a todos os seus cidadãos adultos, independentemente de estarem trabalhado ou não. Os apoiadores da medida estão preocupados com a crescente automatização, inutilizando uma grande parte de força de trabalho.

Esta notícia foi extraída do Bom Dia ADVFN, newsletter diária divulgada pela ADVFN Brasil, em 06-06-2016. Acesse a versão completa do Bom dia ADVFN por este link: Clique aqui.

Deixe um comentário