Vende bem quem compra bem

LinkedIn

Quem entende um pouco de vendas, sabe que uma das coisas mais importantes para vender bem é comprar bem…

Você já teve a sensação de que entrou comprando uma determinada ação na hora errada?

Então saiba que você não está sozinho!

As informações sobre uma empresa são sempre muito importantes na tomada de decisão para comprar seus ativos, porém muitas vezes o excesso de informações pode acabar deixando o investidor confuso.

A empresa importa mais do que exporta? O Dólar está em baixa ou em alta? Seu endividamento é maior do que o seu valor patrimonial? A empresa sofre com denuncias de corrupção? Os fatos estão sendo apurados? Os resultados do último trimestre vieram acima do esperado?… E por aí vai…

Pronto… Está feita a salada perfeita para você se sentir completamente perdido em meio a informações conflitantes, sem saber se é ou não o melhor momento para investir nas ações de uma determinada empresa.

Isso sem falar nas altas expressivas que ocorrem com boatos, seguidas de quedas vertiginosas quando os boatos viram fatos!

Por este motivo, vejo o gráfico como uma boa ferramenta para dar uma ideia de qual seria o melhor momento para comprar, manter ou vender uma ação, porque todas as informações começam a aparecer no gráfico à medida que o movimento mostra uma mudança de tendência (de baixa para alta e vice versa).

Você tem um recurso disponível para investir em renda variável, precisa de informações sobre a empresa e quando pensamos nas ações de uma empresa qualquer, a primeira que vem à cabeça da grande maioria das pessoas é a nossa velha e boa Petrobras (BOV:PETR4).

Acontece que quando as boas notícias chegam, a ação se valorizou muito e neste momento, muitas pessoas resolvem comprar sem saber se este seria mesmo o melhor momento.

O gráfico semanal de Petrobras a seguir mostra o ano de 2016 e o começo de 2017 em dois momentos. O primeiro (em azul), o melhor momento para entrar comprando, porém com poucas notícias otimistas em relação à empresa e o segundo (em vermelho), o momento que todos comentam sobre a supervalorização das ações da empresa chamando as pessoas a uma entrada mais arriscada, uma vez que a valorização de 2016 pode chamar uma queda que mesmo momentânea, seria suficiente para traumatizar e afastar o investidor desavisado;

PETR4SEMANALCOMPRAVSNOTICIA

Claro que isto não que dizer que a ação vai despencar novamente até os R$ 5,00 do começo de 2016 e pode até continuar a subir no decorrer de 2017, mas pensar em comprar após uma alta magnifica como vimos o ano passado é no mínimo um risco.

Peguei a Petrobras como exemplo, mas várias outras ações de empresas passam por este mesmo momento. Após uma alta significativa, pode haver correções e é importante o investidor estar atento a isso, observar os movimentos de algumas outras ações do IBOVESPA (BOV:IBOV), por exemplo, que mostrem sinais de reversão. Caíram muito e agora mostram possível mudança de tendência (de queda para alta).

Agora comece a entender o que significa a célebre frase dos grandes investidores;

“Compre na baixa”: Compre quando ninguém está prestando a atenção a movimentos claros de mudança de tendência. (de queda para alta)

“Venda na alta”: Venda quando todos estão comentando sobre o sucesso de uma grande valorização.

Fique atento a isso…

Não se prenda a nenhuma ação, procure o melhor momento e fica a dica; Vende bem quem compra bem!

Boa sorte.

INFORMAÇÕES IMPORTANTES;                                             

Toda operação, começa com o Stop abaixo do valor de compra (ou acima do valor de venda em caso de operar vendido). Isto significa que toda operação começa com rentabilidade negativa.

Por ser operação de alto risco, invista com consciência, não utilizando todo o seu recurso disponível.

Os gráficos não preveem o futuro. Eles apenas mostram possíveis mudanças de tendência.

Siga a estratégia com disciplina.

Contato e mais informações: http://blogdojune.blogspot.com.br/

Deixe um comentário