Mercado em alta com commodities e terceira estimativa do PIB americano

LinkedIn

Mercados Globais

 

Hoje foi divulgada a terceira estimativa para o PIB americano, que registrou alta de 1,4% enquanto o mercado aguardava alta de 1,2%. Lembrando que na primeira estimativa, o mercado aguardava alta de aproximadamente 2,0%. Os gastos do consumidor, principal componente para a economia americana, registrou alta de 1,1%, revisado de 0,6%. Já as exportações registraram crescimento de 7%, revisado de 5,8%.

Ainda assim, impacto da estimativa para o PIB do primeiro trimestre não foi tão grande no mercado, já que estamos a alguns dias do terceiro trimestre.

Mercados europeus têm queda generalizada após discurso de Mario Draghi, que disse que o Banco Central Europeu já começou a discutir um processo de realaxamento do Quantitative Easing, que reverteria cerca de $2.6 trilhões. De acordo com o BCE, discurso foi mal interpretado pelos investidores, o que ocasionou na queda.

O petróleo sobe em mais um dia. O Brent (+0,92%) e o WTI (0,40%) começam a disparar e corrigir as quedas de quase 10% no mês. A produção americana registrou uma leve desaceleração, retornando aos níveis de abril. Veja abaixo:

O minério de ferro 62% continua a ser negociado euforicamente no porto de Qingdao, cotado a US$ 64,74 a tonelada seca. O minério acumulou alta de 13,43% em três dias. Veja a alta no gráfico abaixo:

 

Brasil

 

Mercado esta em alta e, mais uma vez, goza da alta nas commodities. Gerdau, Usiminas, Siderúrgica Nacional e Vale estão entre as empresas de maiores altas no índice. As empresas de Papel e Celulose e Petrobras também registram alta.

A CMN definiu a meta de inflação para 2019 em 4,25% e para 2020 em 4,00%.

Já o Índice Geral de Preços – Mercado variou -0,67% em junho. Maior contribuição foi do grupo Habitação (0,80% para -0,02%), devido à tarifa de eletricidade residencial cuja taxa caiu de 4,57% para -1,06%.

Deixe um comentário