Vale e Embraer puxaram a alta do Ibovespa nesta segunda-feira

LinkedIn

O principal índice de ações da B3 (antiga BM&FBovespa) fechou em alta nesta segunda-feira, após perder 0,93% na semana passada, com as ações da Vale e Embraer em dia de valorização.

 

Ibovespa Hoje

Ibovespa fechou em alta de 0,63% nesta segunda-feira, 19 de junho de 2017, cotado em 62.014,03.

As ações da fabricante de aviões Embraer dispararam 4,6%, a R$ 16,13, e tiveram a maior alta do dia. Os Estados Unidos disseram que vão avaliar o avião de ataque A-29 Super Tucano da brasileira, com potencial para se converter em compra de mais de 120 unidades e expectativa por mais encomendas.

Os papéis da mineradora Vale subiram mais de 3%. Ambev, Bradesco e Itaú Unibanco também fecharam em alta. Por outro lado, as ações do Banco do Brasil e da Petrobras caíram mais de 1%. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa.

A maior queda do dia foi da JBS, que despencou 4,08%, a R$ 6,35. Em entrevista à revista “Época”, Joesley Batista, um dos donos da JBS, disse que o presidente Michel Temer é chefe da “maior e mais perigosa organização criminosa do Brasil” e que ele usa a máquina do governo para retaliá-lo.

Ibovespa em Junho

Em junho, após doze pregões, o principal índice de ações brasileiro acumula uma desvalorização de 1,11%. Ao longo do mês, foi realizado seis pregões de baixa contra seis de alta. No pregão do dia 31 de maio, o indicador encerrou cotado em 62.711,47 pontos.

 

Ibovespa em 2017

Em 2017, após cem e catorze pregões, o Ibovespa acumula uma valorização de 2,97%. No último pregão de 2016, o principal índice acionário do país fechou cotado em 60.227,29 pontos. Ao longo do ano, foram registrados cinquenta e dois pregões de baixa contra sessenta e dois de alta.

 

Cenário Interno

Investidores estavam cautelosos diante de mais um capítulo da crise política que envolve o presidente Michel Temer e alimenta incertezas sobre o andamento das reformas, em especial a da Previdência, no Congresso Nacional.

O empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS, disse em entrevista à revista “Época” que Temer é chefe da “maior e mais perigosa organização criminosa do Brasil” e que ele usa a máquina do governo para retaliá-lo.

Nesta segunda-feira, o presidente entrou com uma ação criminal por calúnia contra o empresário, após as acusações. Michel Temer também gravou um vídeo em que afirma, sem citar o nome de Joesley Batista, que “criminosos” criaram um roteiro para “justificar seus crimes” e “apontam o dedo para outros, tentando fugir da punição”.

Deixe um comentário