Bradesco indica quais ações comprar no setor de saúde agora

LinkedIn

Um relatório enviado aos clientes e assinado por Luciano Campos e Flávia Meirelles indica que o Bradesco (BOV:BBDC4) agora está preferindo o segmento de serviços de saúde, e não mais o de farmácias, no setor.

Os analistas citam uma pesquisa da IMS Quintiles que revisou para baixo suas projeções para o varejo farmacêutico brasileiro. A expectativa de crescimento anual foi cortada para entre 7% a 10% nos próximos cinco anos. Isso fez com que a posição global estimada para o país no mundo passe da atual 8ª colocação para a 5ª apenas em 2021, quando o esperado era estar na 4ª posição em 2016.

“A menor projeção para o mercado a preços efetivos pode refletir na intensificação de descontos e no aumento da penetração de produtos genéricos”, ressaltam Campos e Meirelles.

Este cenário afeta a Hypermarcas (BOV:HYPE3), ressalta o Bradesco. A recomendação para as ações foi revisada de compra para neutra. “No caso da Raia Drogasil (BOV:RADL3), essa desaceleração é um fator negativo adicional que poderia pressionar as vendas”, diz o banco.

Serviços

O Bradesco ressalta que, apesar da diminuição de 3,6% no número de pessoas com plano de saúde entre 2014 e 2016, o volume de exames pagos aumentou cerca de 12%. “Nossa análise é de que a forte demanda observada para as empresas de diagnósticos, como Fleury (BOV:FLRY3), Hermes Pardini (BOV:PARD3) e outros são, em parte, um fenômeno potencialmente insustentável”, ponderam os analistas. Por isso, a recomendação é ter cautela com as projeções futuras com base nos números atuais.

Os analistas recomendam a compra das ações da Qualicorp (BOV:QUAL3), Fleury, Raia Drogasil, Hypermarcas e da Hermes Pardini. Confira as projeções abaixo:

Bradesco

 

https://www.linkedin.com/company/moneytimes

Deixe um comentário