ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for smarter Negocie de forma mais inteligente, não mais difícil: Libere seu potencial com nosso conjunto de ferramentas e discussões ao vivo.

Venezuela pode ser expulsa do Mercosul por ruptura democrática

LinkedIn

A partir de sábado (05/08), a Venezuela poderá ser expulsa do Mercosul, segundo fontes diplomáticas, em uma reunião extraordinária de chanceleres em São Paulo convocada pela Presidência. Esta é a punição máxima prevista no Protocolo de Ushuaia, que determina os compromissos do bloco econômico.

Para que isso aconteça, é necessário um consenso entre os sócios Brasil, Argentina, Paraguia e Uruguai. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, o ministro de Relações exteriores, Aloysio Nunes afirmou que a reunião irá apenas constatar o fato que a tentativa do bloco de estabelecer um diálogo entre governo e oposição, para restabelecer a democracia, foi rejeitada.

“Será algo definitivo. Tem que tomar uma decisão, não há voltas. Não há marcha à ré”, disse o chanceler do Paraguai, Eladio Loizaga. Segundo ele, a suspensão política seria uma “aplicação política muito forte”. Em dezembro, a Venezuela foi suspensa do Mercosul porque não incorporou à sua legislação as normas básicas de funcionamento do bloco, como a adoção da Tarifa Externa Comum (TEC).

Nicolás Maduro, presidente venezuelano, recusou o convite do Mercosul de conversar em solo brasileiro com seus opositores. A oferta de intermediação era uma consulta prevista no Protocolo de Ushuia que antecede a suspensão da Venezuela.

Deixe um comentário