Bradesco acredita que venda no Chile foi positiva para a Gerdau

LinkedIn

Em relatório divulgado hoje, o analista Thiago Lofiego, do Bradesco Corretora, diz enxergar como positiva a transação anunciada pela Gerdau (BOV:GGBR4) em vender 100% de sua operação no Chile para grupos familiares. O valor da transação corresponde à US$ 154 milhões.

Thiago reforça que a transação é positiva pois “mostra o compromisso da Gerdau com a alienação de ativos não essenciais e otimização de sua base”. De acordo com o analista, isto implica em maiores retornos estruturais para a empresa.

Porém, o Bradesco ressalta que o negócio representa apensar 2,5% do valor de mercado da Gerdau. Uma mudança relativamente pequena, segundo o BTG Pactual.

“Acreditamos que os ativos da aços especiais na Índia ou as operações de aços longos no México poderão ser os próximos, seja através de desinvestimentos definitivos ou via joint ventures“, finaliza o analista. Para a corretora, isso não altera a recomendação para a Gerdau (permanece neutra), com preços-alvo atualizados para R$ 13,00.

Deixe um comentário