Ibovespa bate 78 mil pontos, mas perde forca e fecha estável

LinkedIn

O Índice Bovespa voltou a bater recordes de pontos durante o pregão hoje, superando os 78 mil pontos pela primeira vez na história, mas recuou no fechamento e praticamente zerou a alta do dia. A máxima do índice foi 78.024 pontos, novo recorde intraday, depois de ontem ter superado os 77 mil pontos. Os sinais são de que os investidores sequem com apetite por ações, mesmo depois das altas recentes. No fechamento, o índice ficou em 76.617 pontos, alta de 0,03% e um novo recorde em relação a ontem, que também foi o fechamento mais alto da história. Analistas lembram, porém, que esses recordes do Ibovespa em relação ao pico de maio de 2008, de 76 mil pontos, são nominais e, se corrigidos pela inflação, o recorde real seria 127 mil pontos. No mês, o índice já acumula alta de 3,13% e, no ano, de 27,21%. Em 12 meses, a alta é de 27,16%.

O volume negociado no dia também foi expressivo, com R$ 11,195 bilhões, um sinal da presença de estrangeiros, sinal reforçado pelo bom humor das bolsas internacionais. Segundo Marcelo Farias, gestor de renda variável da Porto Seguro Investimentos, o fluxo de estrangeiros tem sido determinante para as altas do Ibovespa. As maiores altas do índice foram de Taesa Unit, 3,20%, Cemig PN, 2,19%, Santander Unit, 2,19%, Cyrela Realty ON, 1,85% e Klabin Unit 1,71%. As maiores quedas foram de Estácio Participações ON, 4,68%, Gerdau Metalúrgica PN, 4,39%, Kroton ON, 4,05%, Natura ON, 3,26% e Rumo ON, 2,77%.

No exterior, o dia foi de recordes também, com as bolsas subindo na Europa com exceção de Frankfurt, onde o DAX caiu 0,02%. Em Madri, o Índice Ibex 35 subiu 2,51% após a Corte Espanhola suspender a sessão do Parlamento da Catalunha que ia votar a independência da região. O Índice Euro Stoxx 50 subiu 0,52%, o Financial Times, de Londres, 0,54%, e o CAC, de Paris, 0,30%. O petróleo também ajudou nas altas, subindo 2,51% em Londres, com o barril do tipo Brent cotado a US$ 57,00. Declarações de integrantes da Organização dos Países Produtores de Petróleo (Opep) de que a produção está se aproximando do consumo fizeram a cotação subir.

Nos Estados Unidos, o Índice Dow Jones subiu 0,50%, batendo novo recorde com 22.775 pontos. O Standard & Poor’s 500 subiu 0,56% e o Nasdaq, 0,78%, também com novos recordes.

 

Deixe um comentário