Dollar Week: moeda começa 2018 com desvalorização de 2,44%

LinkedIn

dólar desvalorizou 2,44% nesta primeira semana de 2018. No exterior, o mercado acredita que o Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos, possa aumentar os juros duas vezes em 2018, segundo a Reuters. As apostas surgiram após a divulgação do número de vagas abertas no setor agrícola nos EUA, o qual foi abaixo do esperado pelos economistas. Ao mesmo tempo, o relatório americano mostrou um aumento salarial no mercado, o que abre espaço para uma possível elevação dos juros do país. No Brasil, com as agendas esvaziadas, as expectativas giram em torno do julgamento do ex-presidente Lula no dia 24. Caso o petista seja condenado, ele pode não participar das eleições de outubro como candidato à presidência. Além disso, o governo se articula para conseguir os votos necessários para a aprovação da Reforma da Previdência. Segundo o que o ministro Carlos Marun disse à Reuters, ainda são necessários 50 deputados favoráveis para a medida passar na Câmara.

Ontem, o dólar teve recuo de 0,01%, cotado a R$ 3,2323 para compra e R$ 3,2336 para venda.

Após 4 pregões no mês, a moeda desvalorizou 2,44%. Já se foram 4 pregões negativos, contra nenhum positivo. No último pregão de dezembro, o dólar fechou cotado a R$3,3133  para compra e R$ 3,3144 para venda.

Em 2018, após 4 pregões, o dólar apresenta uma desvalorização de 2,44%. Não houve pregão em alta, apenas 4 em baixa. Em 2016, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,2492 para compra e a R$ 3,3144 para venda.

Resumo da Semana

No dia 2, o dólar um teve recuo de 1,63%, cotada a R$ 3,2588 para compra e R$ 3,2601 para venda. No dia seguinte, a moeda caiu 0,73%, cotada a R$ 3,2349 para compra e R$ 3,2364 para venda.

Na quinta-feira (4), a divisa americana teve recuo de 0,08%, cotada a R$ 3,2332 para compra e R$ 3,2339 para venda. Ontem, o dólar caiu 0,01%, cotado a R$ 3,2323 para compra e R$ 3,2336 para venda.

Deixe um comentário