Bom dia, Investidor! 07 de fevereiro de 2018

LinkedIn

Esse é o Bom Dia, Investidor, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir! 

Para saber o que aconteceu ontem após o fechamento do mercado, confira o nosso Boa noite, Investidor! 

Pré Market

Os investidores tiveram cabeça fria para afastar o pânico nos mercados financeiros, que não passou de um susto após o tombo do índice Dow Jones na segunda-feira. Mas a instabilidade nos negócios deve permanecer elevada, com os ativos buscando um novo ponto de equilíbrio em meio a grandes oscilações de preços, para cima e para baixo, tendo como pano de fundo o ritmo forte de crescimento das principais economias.

Nesta manhã, por exemplo, os índices futuros das bolsas de Nova York mergulham no vermelho novamente, um dia após Wall Street passar por uma dramática mudança e recuperar-se do crash desta semana. O recuo indicado para a sessão regular hoje foi ganhando força à medida que desaparecia a retomada dos mercados na Ásia, sugerindo que a recuperação dos mercados globais ainda não está em terreno sólido.

Aqui, a dúvida é se haverá mais uma queda na Selic, após o corte de 0,25 ponto que deve ser anunciado hoje pelo Comitê de Política Monetária (Copom), renovando o piso histórico do juro básico, a 6,75%, após 11 cortes seguidos, que reduziram a taxa básica em mais de 7 pontos. Há quem diga, porém, que abaixo de 7% o juro é insustentável. Por isso, pode ser um equívoco o BC brasileiro deixar a porta aberta para mais uma queda, no mês que vem.

Leia: Pré-Market: “Volatividade”

Destaques Corporativos

Romi (ROMI3) / Resultados – A Romi anunciou nesta quarta feira os seus resultados operacionais do 4º tri de 2017. Segundo a empresa, o seu lucro líquido foi de R$ 12,852 milhões; a receita operacional líquida foi de R$ 194,555  milhões; o ebitda de R$28,948 e a margem ebitda encerrou o trimestre em R$ 14,9%.

Eneva (ENEV3) / Dívida – A Eneva comunicou na noite desta terça-feira que sua controladora Itaqui Geração de Energia liquidou antecipadamente o saldo devedor atualizado das parcelas de seu contrato de financiamento junto aos bancos Votorantim e Bradesco.

Ferbasa (FESA4) / Aquisição – A Ferbasa anunciou que a  Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica aprovou a compra de 100% das ações de emissão da BW 1, empresa de propriedade do Santander Corretora de Seguros.

Prumo Logística (PRML3) / Novo Mercado – A Prumo Logística afirmou em fato relevante que a Comissão de Valores Mobiliários concedeu o registro da oferta pública de aquisição de ações unificada, para cancelamento de registro e saída do Novo Mercado.

Tim Participações (TIMP3) / Aquisição – A Tim está avaliando a compra dos ativos de telecomunicação das estatais de energia Cemig e Copel. O objetivo da empresa é ampliar a rede de banda larga no país.

IMC (MEAL3) / Sapore – A Sapore (empresa de refeições corporativas) deve apresentar nos próximos dias uma oferta de compra pela IMC (dona das marcas Viena e Frango Assado). Segundo o jornal Valor, a proposta deve contemplar um dividendo especial como prêmio para os acionistas. O valor preliminar está em torno de R$ 350 milhões — equivalente a pouco menos de R$ 2 por ação.

Petrobras (PETR4) / Ação coletiva – A ação coletiva movida contra a Petrobras na Justiça americana solicitava de US$ 13,4 a US$ 16,1 bilhões em indenização.

Itaú Unibanco (ITUB4) / Aquisições – O presidente-executivo do Itaú Unibanco afirmou que o banco não planeja fazer grandes aquisições durante o ano de 2018/ Segundo o banco, o mercado altamente concentrado no país e as questões fiscais inseguras, deixam o Itaú em desvantagem na disputa por ativos na América Latina.

Blau Farmacêutica / IPO – Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a Blau Farmacêutica está em vias de suspender a sua oferta inicial de ações pelo baixo apetite do mercado. A empresa declarou não ter pressa de lançar neste momento a captação.

Recomendações de Ativos

Mahle Metal Leve (LEVE3) / Safra Corretora – A Safra Corretora optou por rebaixar a recomendação do papel para “neutra”; preço-alvo de R$ 25.

BR Properties (BRPR3) / Itaú BBA – O Itaú BBA cortou a recomendação do ativo para “venda” após os resultados apresentados na noite desta terça; o preço-alvo foi rebaixado para R$ 10.

Cielo (CIEL3) / BTG Pactual – O BTG Pactual acredita que durante esse ano, a Cielo crescerá com volumes abaixo da média do mercado; a recomendação “neutra” foi mantida.

Ambev (ABEV3) / Deutsche Bank – O preço-alvo da ADR da Ambev foi elevado para US$ 6,67 pelo Deutsche Bank.

Duratex (DTEX3) / HSBC – O preço-alvo do ativo foi elevado para R$ 12,50 pelo banco.

Ambev (ABEV3) / Credit Suisse – O Credit Suisse acredita que os resultados da Ambev e da José Cuervo são os melhores no setor de bebidas na América latina. O banco acredita em uma queda de 7% no lucro líquido anual da empresa.

Notícias

Copom / Taxa Selic – O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) decide hoje (7), em Brasília, se deve baixar a taxa básica de juros de 7% para 6,75% ao ano, conforme expectativa do mercado financeiro.

Reforma da Previdência / Texto final –  O texto final da reforma da Previdência deverá ser fechado até quarta-feira e ficará próximo do formato atual, afirmou nesta terça-feira (6) o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Rodrigo Maia / Reforma da Previdência – O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou nesta terça-feira (7) que a votação da reforma da previdência está confirmada para o dia 20 de fevereiro, mesmo sem os 308 votos necessários para a aprovação.

Bitcoin / Cotação – A principal criptomoeda, o Bitcoin, apresenta sinais de recuperação, após a queda brusca que sofreu no início da semana. Na manhã desta quarta-feira (7), a moeda operava com alta de 7.03% — sendo cotada a US$ 8.226,2.

Agenda Econômica

BRASIL
* A Fundação Getulio Vargas (FGV) divulga às 8h o Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1) referente a janeiro.

* O Banco Central (BC) divulga às 12h30 os dados do fluxo cambial até a sexta-feira passada.

* O BC divulga às 18h20 a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) sobre a taxa básica de juros, a Selic. O mercado espera uma redução de 0,25 ponto porcentual na taxa, para 6,75%.

ESTADOS UNIDOS

* A posição dos estoques de petróleo até sexta-feira da semana passada será publicada às 13h30 pelo Departamento de Energia (DoE).

* Os dados sobre o crédito ao consumidor de dezembro serão publicados às 18h pelo Federal Reserve. Em novembro, o crédito cresceu em US$ 27,950 bilhões ante outubro. Analistas esperam alta de US$ 19,3 bilhões em dezembro.

EUROPA E ÁSIA
* Japão: a leitura preliminar do índice de indicadores antecedentes de dezembro será publicada às 3h pelo gabinete do governo. Em novembro, o índice subiu para 108,3 pontos, de 106,5 pontos em outubro.

* Alemanha: a produção industrial de dezembro será publicada às 5h pelo Ministério de Economia e Tecnologia. Em novembro, a produção cresceu 3,4% ante outubro.

* Japão: o saldo em conta corrente de dezembro será publicado às 21h50 pelo Ministério de Finanças do país. Em novembro, houve superávit de 1,347 trilhão de ienes.

 

Deixe um comentário