Dollar Week: moeda avança 0,63% com notícias do Federal Reserve e da Fitch

LinkedIn

dólar valorizou 0,63% nesta semana. Com o feriado ameriano na segunda-feira (19), o mercado repercutir o adiamento oficial da Reforma da Previdência pelo Governo Federal, uma vez que a Constituição proíbe aprovações de PECs em momentos de intervenção federal, como a que está decretada para o Rio de Janeiro. Agora um conjunto de medidas econômicas está tramitando no Congresso Nacional como paliativo para a questão fiscal. Diante dessa questão, a agência classificadora de risco Fitch rebaixou a nota soberana do Brasil e “BB” para “BB-“, afastando ainda mais o país do selo de bom pagador. Já no cernário internacional, a ata da última reunião do Federal Reserve, banco central americano, reforçou a exepctativa pelas altas nos juros dos EUA, que devem acontecer três vez ao longo do ano.

Ontem, a moeda teve queda de 0,21%, cotada a R$ 3,2405 para compra e R$ 3,2417 para venda.

Após 14 pregões em fevereiro, a moeda valorizou 1,89 %. Já se foram 6 fechamentos negativos contra 9 positivos. Em janeiro, a divisa americana fechou cotada a R$ 3,1793  para compra e R$ 3,1803 para venda.

Em 2018, após 36 pregões, o dólar apresenta uma desvalorização de 2,23%. Já se foram 18 pregões em alta, contra 18 em baixa. Em 2016, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,3133 para compra e a R$ 3,3144 para venda.

Resumo da Semana

Na segunda-feira (19), o dólar  teve alta de 0,42%, cotado a R$ 3,2330 para compra e R$ 3,2350 para venda. No dia seguinte, ele subiu 0,63%, cotado a R$ 3,2546 para compra e R$ 3,2555 para venda.

No meio da semana, a moeda teve alta de 0,19%, cotada a R$ 3,2605 para compra e R$ 3,2618 para venda. Na quinta-feira (22), ela teve queda de 0,40%, cotada a R$ 3,2479 para compra e R$ 3,2486 para venda.

Ontem, a moeda teve queda de 0,21%, cotada a R$ 3,2405 para compra e R$ 3,2417 para venda.

 

Deixe um comentário