O que esperar desta semana?

LinkedIn

Em relatório divulgado nesta sexta-feira (6), a equipe da Upside Investor divulgou suas expectativas para a próxima semana. Confira: 

Mercado Internacional

A semana terá importantes divulgações, tanto no mercado internacional, quanto no nacional. A segunda-feira (9), começa sem dados muito impactantes para o mercado, o ritmo lento permanece na terça-feira (10) também. Já na quarta-feira (11), o animo do mercado financeiro retorna, marcando o dia mais relevante da próxima semana. Neste dia, temos a divulgação dos dados de estoque de petróleo dos Estados Unidos, dado suficiente para impactar as petroleiras do mundo e internamente, as ações da Petrobras (PETR4). A expectativa é que os estoques de petróleo bruto da EIA, nos EUA, registrem um aumento de 250.000 barris.

Ainda na quarta-feira, teremos mais dois dados relevantes: 1) a ata da última reunião do FED, que deve trazer sinalizações de como a política monetária americana deverá seguir, comprometido com o aperto monetário sob o comando do novo presidente, Jerome Powell. 2) Também teremos dados do CPI (Consumer Prix Index) ou Índice de Preços ao Consumidor, que é uma cesta de preços de bens servidos durante o mês de março nos Estados Unidos. A expectativa do mercado financeiro em torno dos resultados é que os preços subam 2,3% A/A.

Na Asia, teremos o China CPI (Índice de Preços ao Consumidor – Março), onde é esperado que a taxa anual caia de 2,9% para 2,6%.

Já na quinta-feira (12), saberemos os dados da produção industrial da zona do euro durante o mês de fevereiro, cuja previsão de crescimento é de 4,3% em relação ao ano anterior, de 2,7%. Se confirmados, é um bom sinal sobre a saúde da economia européia. No mesmo dia, teremos a Balança comercial da China (março), onde é esperado que o superávit caia de US$ 33 bilhões, para US$ 27 bilhões.  Na sexta-feira (13), temos o Índice de Confiança do consumidor dos EUA em Michigan (Abril, preliminar): a previsão é que o índice passe de 101,4 para 100.

Mercado Doméstico (Brasil)

Na agenda brasileira, temos a divulgação do IPCA de março pelo IBGE na terça-feira, às 9 horas. Dependendo do resultado, o IPCA poderá impactar as taxas de juros. Em ambas as métricas (ano/mês) e (mês/mês), as revisões foram para baixo, respectivamente. Na quinta-feira, temos dados de Vendas do Varejo brasileiro, como fevereiro como mês de referência; dependendo do resultado, as ações de empresas varejistas poderão sofrer impacto. Em termos ano/ano, as vendas foram revisadas para cima, registrando um aumento de 0,20% — de 3,20% para 3,40%.

Deixe um comentário