Paz à humanidade

LinkedIn

O dia começa com encontro histórico entre as Coreias, depois de um período de guerra que já dura 60 anos. Os países preparam um armistício e querem dar presente de paz à humanidade. Trump disse ser preciso aguardar o desenrolar do encontro, mas destacou sua importância. Objetivam também a desnuclearização, o que certamente agrega calma ao mundo e aos mercados.

Ontem os mercados tiveram dia positivo e hoje esse comportamento se mantém. Os mercados da Ásia encerraram em alta, Europa operando no campo positivo nesse início de manhã e futuros do mercado americano com comportamento misto. No Brasil, conseguimos ultrapassar o patamar de 86.150 pontos, encerrando em alta de 1,57% e índice em 86.383 pontos, e agora preparamos rompimento de 87.300 pontos, para almejar o recorde histórico de pontos em 88.320 pontos.

Durante a madrugada na China, foi anunciado que o lucro industrial de março em base anualizada expandiu 3,1% e o PBoC anunciou redução do compulsório em depósito de instituições estrangeiras, visando abertura programada do sistema financeiro. No Japão, o BoJ (BC Japonês) manteve a política monetária estabilizada, mas reduziu expectativa de inflação para os próximos exercícios fiscais e ampliou expectativa de crescimento.

No Japão, as vendas no varejo cresceram 1,0%, de esperada alta de 1,7%, e a produção industrial expandiu 1,2%, de esperados 0,5%. Tivemos anúncios de PIB de diferentes países, com a França crescendo no primeiro trimestre 0,3% e taxa anual de 2,1%. Na Espanha, expansão de 0,7%, com taxa anual de 2,9%, e a decepção ficou por conta do Reino Unido crescendo 0,1% e taxa anual de 1,2%, mas temos efeitos do Brexit.

Na zona do euro, o índice de sentimento econômico de abril ficou estável em 112,7 pontos. No mercado, dia de queda do petróleo WTI em NY de 0,22% e barril cotado a US$ 68,04. O euro era transacionado em queda para US$ 1,206 e notes americanos de dez anos com taxa de juros em queda para 2,96. O ouro e a prata mostravam altas na Comex e commoditiesagrícolas em queda na bolsa de Chicago. A criptomoeda Bitcoin registrava alta de 5,56% e cotada a US$ 9390.

No segmento local, a FGV anunciou o IGP-M fechado de abril em desaceleração para 0,57%, inflação do ano em 2,05% e em 12 meses 1,89%. Divulgou a confiança empresarial em queda de 1,4 ponto para 93,4 pontos. O IBGE mostrou dados da PNAD contínua do trimestre encerrado em março com desemprego em 13.1%, maior que o esperado e renda real com crescimento zero. A massa de renda real cresceu 1,8%. O país perdeu 1,5 milhão de empregos no primeiro trimestre. A população desempregada subiu para 13,7 milhões.

No mercado, dia começando com taxa de juros dos DIs em queda para diferentes vencimentos e o dólar mostrando queda de 0,19% a R$ 3,47. Na B3, devemos seguir o comportamento externo positivo, tendo como respaldo bons resultados do primeiro trimestre de empresas, mas na expectativa da divulgação do PIB americano do primeiro trimestre.

Bom dia e bons negócios.

Deixe um comentário