Foco na greve

LinkedIn

Na pauta dos mercados no Brasil, o acordo anunciado pelo presidente Temer com as lideranças dos caminhoneiros e a preocupação com o desabastecimento em diferentes setores da atividade. O governo cedeu em quase tudo que o movimento pleiteava, tentando acabar com o desabastecimento. Agora existem boas chances de arrefecimento.

O governo aceitou reduzir em R$ 0,46 o preço do litro do diesel na bomba, zerando a Cide e PIS/Cofins, mas não versou sobre ICMS. Segundo levantamento, os custos aos cofres públicos serão de R$ 13,5 bilhões e o preço do diesel ficará congelado por 60 dias, após o qual os reajustes serão mensais. O governo diz que a Petrobras não será prejudicada.

Em meio ao caos, os petroleiros chamaram mobilização da classe e possível greve acontecendo em 72 horas. Mas é um movimento mais político e não deve ter a mesma expressão. O ministro Guardia concede entrevista para explicar sobre os efeitos no orçamento e a equipe econômica se reúne com Rodrigo Maia para ver onde cortes são possíveis.

Na semana passada, a B3 registrou queda de 5,04% e índice em 78.897 pontos, enquanto o dólar valorizou 1,78%, cotado a R$ 3,664. Hoje mercados em alta na Ásia com possível encontro de Trump e Kim Jong-Un revigorado e o desembarque de equipe americana na China para negociar acordos comerciais. Na Europa, feriado na bolsa de Londres, mas a Europa trabalha próxima do negativo, com novos problemas na Itália e possível eleição durante o mês de setembro (que será realizada no dia 09 de setembro).

Na economia, a pesquisa Focus veio com poucas mudanças, mas com inflação subindo em 2018 para 3,60% e 2019 com queda na margem para 4,00%. O PIB de 2018 encolheu para 2,37%, e o de 2019 foi mantido em +3,0%. Dólar em alta para R$ 3,48 no final do ano. A FGV anunciou que a confiança da indústria de maio subiu 0,1 ponto, para 101,1 pontos, e a de serviços com queda para 88,8 pontos.

No Brasil, os DIs abrindo com comportamento de queda depois do anúncio de leilões pelo governo, o dólar subindo 0,08% em R$ 3,666 e a B3 com perspectiva de alguma recuperação em dia de liquidez menor pelo feriado nos EUA e perda de referencial de preços para os ativos.

Na China, o lucro empresarial de abril expandiu e surpreendeu com alta de 21,9%. A semana será cheia de indicadores, com o PIB do trimestre na quarta e dados importantes nos EUA.

Bom dia e bons negócios.

Deixe um comentário