Bom dia, Investidor! 29 de junho de 2018

LinkedIn

Esse é o Bom Dia, Investidor, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!  

Para saber o que aconteceu ontem após o fechamento do mercado, confira o nosso Boa noite, Investidor!

Pré Market

O mês de junho chega ao fim hoje para o mercado financeiro, levando consigo o segundo trimestre e o primeiro semestre deste ano. Com isso, a sexta-feira deve ser reservada aos ajustes finais nos portfólios, com os investidores buscando um final otimista para um período tumultuado e já se preparando para as férias de julho, que devem enxugar o volume de negócios pelo mundo.

As bolsas asiáticas fecharam em alta hoje, com Xangai e Hong Kong tendo um repique, após as fortes perdas recentes, o que impulsionou os demais mercados emergentes da região. O yuan chinês (renminbi) subiu, interrompendo uma sequência de 11 dias seguidos de queda, em meio às preocupações com as medidas de Pequim contra a guerra comercial.

No Ocidente, as bolsas europeias também estão no azul, embaladas pelo sinal positivo vindo da Ásia e de Nova York. O salto do euro para o maior nível em um mês, depois de um acordo entre os líderes europeus sobre a questão migratória, contribui no sentimento para os negócios. Os bônus da Itália sobem, após um impasse do país com o bloco sobre o tema.

Nos demais mercados, o juro projetado pelo título norte-americano de 10 anos avança a 2,85%, ao passo que o dólar perde terreno para a libra esterlina e o xará australiano. O iene japonês também recua. Já o barril do petróleo tipos WTI e Brent cai, mas segue acima da faixa de US$ 70.

Desse modo, os investidores estão procurando razões para se animar ao final de um trimestre desprezível, que foi impactado pelas tensões comerciais e geopolíticas. Com isso, ainda é cedo para dizer que os riscos para o mercado financeiro parecem ter diminuído. O movimento de hoje é mais um “embelezamento de carteira” (window dressing), típico de fim de período.

Leia: Pré-Market: Mercado busca um final feliz

Destaques Corporativos 

Vale (BOV:VALE3): A Vale informou nesta quinta-feira (28) que pretende disponibilizar à Samarco, linhas de crédito de curto prazo de até US$ 53 milhões. Já a BHP Billiton, outra controladora da empresa, pretende disponibilizar um apoio financeiro de até US$ 211 milhões.

Localiza (BOV:RENT3): A Localiza informou que, devido a alteração do número de ações em tesouraria, o valor bruto por ação dos juros sobre capital próprio aprovados na reunião do conselho de administração realizada em 21 de junho de 2018 foi alterado para R$0,064955268.

Atom (BOV:ATOM3): O presidente do conselho de administração da Atom, José Joaquim Paifer, renunciou ao cargo e foi substituído por Ana Carolina Paifer.

Hypera (BOV:HYPE3): O conselho de administração da Hypera aprovou a distribuição de juros sobre capital próprio, no montante total bruto de R$129.841.337,56 equivalente a R$ 0,20543 por ação ordinária.

Recomendação de Ativos 

B2W (BOV:BTOW3): A equipe do Morgan Stanley elevou o preço-alvo da B2W de R$ 21 para R$ 27. A recomendação em equal weight foi mantida.

Gerdau (BOV:GGBR4): O UBS elevou o preço-alvo da Gerdau, passando de R$ 9,20 para R$ 10. A equipe reiterou a recomendação de venda.

Natura (BOV:NATU3): Os analistas do Bradesco BBI reiniciaram a cobertura da Natura com recomendação neutra e preço-alvo de R$ 37.

Notícias

Leilão da Aneel: Após quase 12 horas, o leilão de transmissão de linhas da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) terminou com todos os 20 lotes arrematados nesta quinta-feira (28), sendo 6 pela indiana Sterlite Power Grid. 

Bitcoin: O preço do bitcoin – que tinha ficado em torno de US$ 6.100 na maior parte do dia – caiu abaixo de US$ 6.000 aproximadamente e continuou a ser negociado a partir daí. Às 23:45, o bitcoin havia afundado até 5.873 dólares, e continuava próximo a esse nível às 09h da manhã desta sexta-feira.

Agenda Econômica 

BRASIL
* A Fundação Getulio Vargas (FGV) divulga às 8h os dados da Sondagem de Serviços e da confiança do setor referentes a junho.

* A FGV divulga às 8h os dados da versão revisada da Sondagem da Indústria e da confiança do setor referentes a junho.

* O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga às 9h os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad contínua), que traz a taxa de desocupação referentes a maio. O termômetro CMA aponta para queda da taxa de desemprego a 12,6% no trimestre.

* A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulga, às 10h, os Indicadores Industriais de maio.

* O Banco Central (BC) divulga às 10h30 a nota de política fiscal, com os dados sobre o resultado primário do setor público referentes a maio.

* A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) divulgam, às 11h, o resultado do Indicador de Nível de Atividade (INA) da indústria de maio e do “Sensor”, com as perspectivas econômicas dos empresários em junho.

* O Tesouro divulga, às 14h30, o relatório da dívida de maio.

ESTADOS UNIDOS
* Os dados sobre a renda e gastos pessoais de maio serão publicados às 9h30 pelo Departamento do Comércio. Em abril, a renda subiu 0,3% ante março e os gastos cresceram 0,6%. Analistas esperam alta de 0,4% tanto na renda quanto nos gastos em maio.

* O índice de atividade industrial de Chicago referente a junho será publicado às 10h45 pelo MNI e o ISM. Em maio, o índice subiu a 62,7 pontos, de 57,6 pontos de abril. A previsão é de queda para 60 pontos em junho.

* A versão revisada do índice de confiança do consumidor de junho será publicada às 11h pela Universidade de Michigan e pela Thomson Reuters. A versão preliminar mostrou alta para 99,3 pontos, de 98,0 pontos em maio. A previsão é de 99,0 pontos na leitura revisada de junho.

EUROPA E ÁSIA
* União Europeia: o Conselho Europeu, grupo dos chefes de governo e de Estado do bloco, realiza o segundo dia de reunião.

* Alemanha: as vendas no varejo de maio serão publicadas às 3h pelo Destatis. Em abril, as vendas cresceram 1,2% em base anual.

* Alemanha: a taxa de desemprego de junho será publicada às 5h pela agência federal de emprego. Em maio, a taxa foi de 5,2%.

* Reino Unido: a evolução da base monetária nos 12 meses até maio será publicada às 5h30 pelo Banco da Inglaterra. No ano encerrado em abril, a base monetária subiu 1,1%.

* Reino Unido: o índice do setor de serviços de abril será publicado às 5h30 pelo departamento de estatísticas. Em março, houve alta de 1,1% em base anual.

* Reino Unido: a terceira leitura do Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre será publicada às 5h30 pelo departamento de estatísticas. A segunda leitura mostrou alta de 0,1% em base trimestral e de 1,2% em base anual.

* Eurozona: a leitura preliminar do índice de preços ao consumidor de junho será publicada às 6h pela Eurostat. Em maio, os preços subiram 1,9% em base anual.

* China: os índices dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade dos setores industrial e de serviços de junho serão publicados às 22h pelo departamento oficial de estatísticas do país. Em maio, o PMI industrial subiu de 51,4 para 51,9 pontos e o PMI de serviços avançou de 54,8 para 54,9 pontos.

Fique por dentro:

Aviso ao acionista: Confira as principais empresas que pagarão dividendos e juros sobre capital próprio nos próximos dias. 

 

Deixe um comentário