Bovespa desmorona e volta a renovar a mínima do ano

LinkedIn

O Ibovespa fechou o pregão com forte queda, e voltou a renovar o menor registro do ano, na medida que o mercado repercute a cena intensa entre os Estados e China.

Histórico

O indicador teve queda de 1,33%, cotado a 69.814,73 pontos. Os papéis da Petrobras (PETR4caíram 3,14% e os da B2W (BTOW3) diminuíram 3,47%.

Após 12 pregões em junho, o índice desvalorizou 9,04%. Houve 3 fechamentos positivos contra 9 negativos. Em maio, o indicador fechou com 76.753,62 pontos.

Já no comparativo com 2017, após 114 pregões, o Ibovespa desvalorizou 8,62%. Já foram 56 fechamentos positivos contra 58 negativos. Ano passado, o índice fechou com 76.402,08 pontos.

Influências

No exterior, o humor continua incerto. Os investidores seguem receosos, uma vez que que os Estados Unidos e a China permanecem trocando retaliações com imposição de tarifas sobre importações.

Do lado de cá, no Brasil, o clima também não é nada agradável. As eleições, que se aproximam a cada dia, seguem com pré-candidatos que não prometem muitas reformas na cena fiscal, o que deixa o mercado cauteloso.

Deixe um comentário