ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for smarter Negocie de forma mais inteligente, não mais difícil: Libere seu potencial com nosso conjunto de ferramentas e discussões ao vivo.

Mercados no positivo

LinkedIn

Ontem foi feriado nos EUA (Independência Americana) e os mercados não operaram. Por isso, a liquidez dos mercados abertos no dia ficou comprometida. Mas, no Brasil, tivemos o quinto pregão consecutivo de alta de 1,46% e índice em 74.743 pontos, puxado por Petrobras, que registrou valorização de 5,4%.

Hoje, os mercados da Ásia fecharam em queda por conta de preocupação com a tarifação americana que pode começar a vigorar amanhã. Na Europa, mercados em boa alta neste início de manhã exatamente pelo mesmo motivo, pois é esperada trégua americana na imposição de tarifas, com destaque para a indústria automotiva. As ações de montadoras puxam mercados na Europa.

Nos EUA, na volta do feriado, os índices futuros trabalham no positivo e aguardam dados da agenda importante de hoje e amanhã. No Brasil, seria oportuno buscar ultrapassar o patamar de 75.300 pontos do índice, para buscar objetivos mais altos, primeiramente em 76.100 pontos.

Na Alemanha, foi anunciado que as encomendas à indústria de maio cresceram 2,6%, bem mais que o esperado de 1,1%. O presidente do BOE (BC Inglês), Mark Carney, alertou sobre o protecionismo comercial elevando custos diretos e indiretos e acredita que a fraqueza da economia demonstrada no primeiro trimestre foi temporária. A China não pretende dar o primeiro passo na área comercial esperando o que os EUA farão para somente depois disso decidir sua resposta.

No mercado o petróleo WTI negociado em NY mostrava alta de 0,63%, com o barril cotado a US$ 74,61. O euro era transacionado em alta para US$ 1,17 e notes americanos de dez anos com taxa de juros de 2,86%, também em alta. O ouro e a prata tinham quedas na Comex e commoditiesagrícolas com comportamento misto na bolsa de Chicago.  A criptomoeda bitcoin tinha alta de 0,15%, valendo US$ 6590.

No cenário local, a Câmara aprovou o texto base do PL que destrava a venda de distribuidoras de energia da Eletrobrás e votou destaques da cessão onerosa de Petrobras. Isso acabou puxando as ações de Petrobras, como relatado. O ministro do Trabalho foi afastado do cargo por pedido da PGR depois de operação da Polícia Federal. Partidos políticos como o DEM, PRB, PP e Solidariedade decidem até 20 de julho a escolha de quem apoiar nas próximas eleições.

A FGV anunciou a inflação medida pelo IPC-C1 (baixa renda) com alta de 1,52% em junho, de anterior em 0,60%. Alimentos e conta de luz puxaram o índice. A Embraer começa a divulgar a formação de joint venturecom a Boeing, ficando com 20% da nova empresa, o governo mantendo golden sharee a Boeing pagando US$ 3,8 bilhões.

No mercado, dia começando com os DIs em queda de juros, dólar em queda de 0,52% e cotado a R$ 3,892. Ibovespa seguindo exterior com alta de 0,42%. Durante o dia, ainda teremos a pesquisa ADP de criação de vagas no setor privado em junho e a divulgação da ata da última reunião do FED sobre juros.

Bom dia e bons negócios.

Gratuito - Quero ver a lista de criptomoedas - clique no banner

Deixe um comentário