Petrobras, Telefônica, Notredame e outras

LinkedIn

Nesta quinta-feira, o mercado deve reagir principalmente à pesquisa sobre intenção de voto para a eleição presidencial divulgada ontem pelo Ibope, Estadão e TV Globo. A pesquisa deve ter influência nas ações com maior peso no Ibovespa, como bancos e Petrobras. Sobre a estatal, atenção ainda para coletiva de imprensa convocada para logo mais às 9hs. O tema a ser anunciado não foi divulgado.

Atenção também em Telefônica Vivo, que aprovou o pagamento de R$ 2,8 bilhões em juros sobre capital próprio (JCP). A Notre Dame Intermédica, por sua vez, anunciou acordo para aquisição do Grupo Greenline.

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) oscilou dois pontos porcentuais para cima em duas semanas e, com 22% das intenções de voto, segue na liderança da corrida presidencial. O candidato Ciro Gomes (PDT) subiu três pontos, de 9% para 12%, e empatou numericamente com Marina Silva (Rede), que manteve o patamar do levantamento anterior, divulgado no dia 20.

Telefônica Vivo 

O conselho de administração da Telefônica Vivo aprovou, em reunião realizada nesta quarta-feira, o pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) no valor bruto de R$ 1,555 por ação ON e R$ 1,7105 por ação PN. O total a ser pago corresponde a R$ 2,8 bilhões.

Os JCP serão pagos com base na posição acionária do dia 17 de setembro, e a partir do dia 18, as ações passam a ser negociadas ex-juros. O valor será creditado aos acionistas até o final de 2019.

NotreDame

A NotreDame Intermédica fechou acordo para adquirir 100% do capital do Grupo GreenLine, composto pela Green Line Sistema de Saúde, Laboratório Bio Master, Pronto Socorro Itamaraty e Maternidade do Brás (Hospital Salvalus). O valor do GreenLine foi fixado em R$ 1,2 bilhão, que inclui a compra dos imóveis do Salvalus e do Centro Clínico São Gabriel, com valor de mercado de aproximadamente R$ 400 milhões.

Em fato relevante, a NotreDame informou que o Grupo GreenLine registrou faturamento de aproximadamente R$ 1 bilhão em 2017, e possui uma carteira de 464 mil beneficiários na região metropolitana de São Paulo, dos quais 60% estão na categoria corporativa. A GreenLine está presente na zona Leste da capital, com 2 hospitais próprios, 10 prontos-socorros e 9 centros clínicos.

Wiz

A Wiz Soluções e Corretagem de Seguros informa que o colegiado da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) apreciou ontem o recurso apresentado pela Caixa Seguridade em processo administrativo, tendo decidido por unanimidade pelo provimento do recurso apresentado, confirmando que a Caixa Seguridade não exerce a condição de acionista controladora indireta da Wiz.

A esse respeito, a companhia destaca que a decisão não altera ou impacta nenhum dos contratos definitivos da transação envolvendo a Wiz, a Caixa Seguros Holding, a Caixa Seguridade e a CNP Assurances, celebrados em 29 de agosto.

Movida 

A Fitch Ratings considera que a potencial aliança estratégica entre a Movida e a Avis Budget Car Rental não altera significativamente o perfil de crédito da Movida. A agência avalia a Movida com rating nacional de longo prazo ‘A+(bra)’, com perspectiva estável.

Caso se concretize, a Fitch considerará a transação positiva. A aliança comercial tornaria a Movida a franqueadora master da Avis no Brasil por dez anos, renovável por igual período, permitindo à companhia incluir as marcas Avis e Budget nos pontos de atendimento da locadora brasileira. A Avis, por sua vez, também poderia acrescentar a marca Movida a suas lojas nos principais aeroportos do mundo.

 

Deixe um comentário