As 15 ações preferidas das corretoras para outubro: cautela predomina no mês da eleição

LinkedIn

A cautela foi a tônica da maioria das 18 corretoras e consultorias acompanhadas pelo Portal do Pavini na hora de escolher as opções de ações para outubro, mês que promete fortes emoções por conta da eleição presidencial e das pesquisas, como já mostram os primeiros dias desta semana. Exportadoras ou empresas com receitas constantes, como elétricas ou bancos, mais resistentes a crises, ou em setores que se beneficiam do aumento da volatilidade, como a bolsa B3, ganharam espaço.

As recomendações foram feitas antes da forte alta de Jair Bolsonaro, do PSL, nas pesquisas, e da estabilização de Fernando Haddad, do PT, o que fez o preço dos papéis disparar nos primeiros dias do mês. Mas as indicações de segundo turno, apesar de favoráveis ao candidato do PSL, mostram empate técnico, o que deve manter a incerteza até o fim do mês.

Os analistas continuaram apostando pesado em Petrobras, que está em 11 das 18 carteiras, acompanhando a disparada do petróleo no mercado internacional e do dólar por aqui, o que pode garantir maior margem para a companhia, como lembra a corretora Ativa Investimentos. A empresa também pode se beneficiar do resultado das eleições caso o próximo presidente leve adiante uma linha menos intervencionista nas empresas estatais.

Abaixo, as ações mais indicadas pelas corretoras em outubro.

As preferidas das corretoras
Outubro Código Indicações
Petrobras PN PETR4 11
Gerdau PN GGBR4 10
Itaú Unibanco PN ITUB4 8
B3 ON B3SA3 7
Suzano Papel ON SUZB3 7
Vale ON VALE3 6
IRB Brasil ON IRBR3 5
Itausa PN ITSA4 5
Pão de Açúcar PN PCAR4 5
Banco do Brasil ON BBAS3 4
Cemig PN CMIG4 4
Equatorial Energia ON EQTL3 4
Lojas Renner ON LREN3 4
MRV ON MRVE3 4
Rumo Logística ON RAIL3 4

A Ativa também acrescentou Vale à carteira, com a justificativa de que a mineradora sofre menos os impactos da economia local por ser grande exportadora e também por servir de proteção em caso de alta maior do dólar. “Gostamos da gestão e da baixa correlação com o cenário interno”, resume a Ativa. A Vale faz parte de seis carteiras neste conturbado mês de eleições.

A Coinvalores retirou Tupy e Telefônica de sua carteira e colocou MRV Engenharia. A corretora acredita que, apesar da polarização da disputa entre o PSL, de Jair Bolsonaro, visto como liberal, e o PT, de esquerda, de Feranando Haddad, o vencedor deve fazer reformas apenas parciais, seja por convicção ou ideologia, seja por falta de apoio ou governabilidade. Há ainda o cenário externo, com a guerra comercial entre EUA e China, e turbulências na Europa com a oposição do novo governo italiano ao euro e sua resistência a cortar despesas e reduzir seu déficit fiscal, além da crise com o Reino Unido para a saída da União Europeia.

“Em suma, é nesse contexto, que optamos por manter uma carteira bastante equilibrada, com exposição a exportadoras e ações mais resilientes, mas sem deixar de contar com aquelas empresas mais voltadas ao mercado doméstico e de beta mais elevado”, diz a Coinvalores. “Em casos binários como o que se apresenta, o fundamento de cada companhia e a seletividade continuam sendo elementos cruciais para elaboração de nossa carteira recomendada.”

Já a Toro Investimentos alerta para a volatilidade dos mercados por conta da incerteza política, conforme se aproxima a definição da eleição presidencial. A corretora acha que essa volatilidade pode proporcionar oportunidades mais curtas, e optou por ativos que acompanham o desempenho do Índice Bovespa, como Petrobras, Banco do Brasil e Itaú Unibanco. Itaú é outro destaque entre as mais indicadas, com 8 indicações.

A Bradesco Corretora optou por evitar recomendações mais “direcionais”, ou seja, apostando na vitória de um ou outro candidato ou cenário, e buscando maior diversificação. A escolha foi feita mais pelo lucro projetado das empresas e o cenário macroeconômico projetado pela corretora. “Gostamos também de empresas com expectativa de boa distribuição de dividendos no curto prazo e aquelas com atuação nos mercados internacionais ou receitas em dólar, como forma de proteção para o portfólio”, diz o relatório. O banco tirou MRV da carteira e colocou a exportadora Vale, e mantém a siderúrgica Gerdau, a segunda mais indicada entre as ações do mês.

Abaixo, as indicações de cada corretora para outubro.

Indicações de outubro de 2018
Corretora Empresa Código
BB Invest BR Malls ON BRML3
B2W Digital BTOW3
Itaú Unibanco PN ITUB4
Lojas Renner ON LREN3
Gerdau PN GGBR4
Magazine Luíza MGLU3
IRB Brasil Resseg. ON IRBR3
Taesa Unit TAEE11
Smiles ON SMLS3
Vale ON VALE3
Ativa Equatorial Energia EQTL3
Petrobras PN PETR4
Klabin Unit KLBN11
Itau Unibanco ITUB4
Gerdau GGBR4
Natura ON NATU3
B2W ON BTOW3
RaiaDrogasil RADL3
Vale ON VALE3
Santander Itaú Unibanco ITUB4
Braskem PNA BRKM5
Banco do Brasil BBAS3
Ultrapar ON UGPA3
CVC Brasil CVCB3
Rumo Logística RAIL3
Localiza ON RENT3
ETF S&P 500 BOVA11
Guide B3 B3SA3
Suzano Papel ON SUZB3
Tenda TEND3
Iochpe Maxion ON MYPK3
Cemig PN CMIG4
IRB Brasil Resseg. ON IRBR3
Itaúsa ITSA4
Gerdau PN GGBR4
Pão de Açúcar PN PCAR4
Petrobras PN PETR4
Terra Petrobras PN PETR4
Cemig PN CMIG4
Itaú Unibanco ITUB4
Valid ON VLID3
Gerdau PN GGBR4
Cosan ON CSAN3
Localiza ON RENT3
Coinvalores Magazine Luíza MGLU3
CCR CCRO3
Suzano ON SUZB3
MRV Engenh. ON MRVE3
Trisul ON TRIS3
Gerdau PN GGBR4
Kroton ON KROT3
B3 B3SA3
Itaú Unibanco PN ITUB4
Petrobras PN PETR4
Azul ON AZUL4
Rumo Logística RAIL3
Pão de Açúcar PN PCAR4
Vale ON VALE3
Bradesco PN BBDC4
Bradesco Banco do Brasil BBAS3
B3 ON B3SA3
Copasa ON CSMG3
Suzano Papel ON SUZB3
Itaú Unibanco PN ITUB4
Gerdau PN GGBR4
Vale ON VALE3
Rumo ON RAIL3
Lojas Renner LREN3
Pão de Açúcar PN PCAR4
Magliano BB Segur ON BBSE3
Bradesco PN BBDC4
Cemig PN CMIG4
BRF ON BRFS3
Itausa PN ITSA4
Ambev ON ABEV3
Energias do Brasil ON ENBR3
Petrobras PN PETR4
Taesa Unit TAEE11
Klabin Unit KLBN11
Itaú Randon PN RAPT4
Estácio Part ESTC3
Petrobras PN PETR4
Minerva ON BEEF3
Bradesco PN BBDC4
XP Invest B2W ON BTOW3
Banco do Brasil BBAS3
Engie EGIE3
Petrobras PN PETR4
Equatorial Energia EQTL3
Gerdau PN GGBR4
Localiza ON RENT3
B3 B3SA3
Suzano Papel ON SUZB3
Vale ON VALE3
Socopa Ecorodovias ON ECOR3
Equatorial Energia EQTL3
Ambev ON ABEV3
Hypera ON HYPE3
IRB Brasil Resseg. ON IRBR3
BTG Pactual Suzano Papel ON SUZB3
B3 B3SA3
TIM TIMP3
Rumo Logística RAIL3
Gerdau PN GGBR4
Lojas Renner LREN3
IRB Brasil Resseg. ON IRBR3
Equatorial Energia EQTL3
MVR ON MRVE3
Oi ON OIBR3
Mirae BRF ON BRFS3
Gerdau PN GGBR4
Cemig PN CMIG4
Klabin Unit KLBN11
Ultrapar ON UGPA3
Spinelli Petrobras PN PETR4
Itausa PN ITSA4
Ambev ON ABEV3
Gerdau PN GGBR4
Via Varejo Unit VVAR11
Ecorodovias ON ECOR3
Iochpe-Maxion ON MYPK3
MRV ON MRVE3
Smiles ON SMLS3
B3 ON B3SA3
Toro Invest Lojas Marisa ON AMAR3
Banco do Brasil ON BBAS3
Petrobras PN PETR4
BRF ON BRFS3
Itausa PN ITSA4
Genial Invest Totvs ON TOTS3
Pão de Açúcar PN PCAR4
Marcopolo PN POMO4
Lojas Americanas PN LAME4
Suzano Papel ON SUZB3
Randon PN RAPT4
Petrobras PN PETR4
Aliansce ON ALSC3
Usiminas PNA USIM5
Itausa PN ITSA4
Elite Investimentos B3 ON B3SA3
Braskem PNA BRKM5
Engie Brasil ON EGIE3
Itaú Unibanco PN ITUB4
IRB Brasil ON IRBR3
Magazine Luíza ON MGLU3
MRV ON MRVE3
Petrobras PN PETR4
Vale ON VALE3
Unipar PNB UNIP6
Planner BB Segur ON BBSE3
Copel PNB CPLE6
Ferbasa PN FESA4
Itaú Unibanco PN ITUB4
Lojas Renner ON LREN3
Odontoprev ON ODPV3
Pão de Açúcar PN PCAR4
Suzano Papel ON SUZB3
Telefônica BR VIVT4
Ultrapar ON UGPA3

Fonte: corretoras

Ativos Reais que rendem de 15% a 20%. Até agora, essas chances eram restritas a investidores milionários e institucionais.

Deixe um comentário