S&P eleva classificação de perfil de crédito da Petrobras e mantém rating em BB-

LinkedIn

A agência de classificação de risco americana Standard & Poor’s (S&P) Global Ratings elevou o perfil de crédito individual (Stand-Alone Credit Profile – SACP) da Petrobras (BOV:PETR4) de ‘bb-’ para ‘bb’. Além disso, reafirmou o rating de crédito corporativo ‘BB-’ da empresa e o rating de crédito corporativo na Escala Nacional Brasil ‘brAAA’.

A perspectiva estável reflete o fato de o rating de crédito soberano do Brasil limitar as notas de crédito que a S&P atribui à Petrobras. “Consideramos também que a administração da empresa continuará comprometida com seu objetivo central de reduzir endividamento, o que dá suporte aos seus ratings”, diz a agência.

Segundo a S&P, a Petrobras tem mantido um desempenho operacional sólido, baseado em produção crescente, um robusto gerenciamento de carteira, bem como padrões de governança efetivos. Esses fatores permitiram que a empresa continuasse reduzindo seu endividamento e melhorando suas métricas de crédito.

“Estimamos um índice de dívida ajustada em relação ao Ebitda de cerca de 3,0 vezes a 3,5 vezes, e geração interna de caixa (Funds From Operations – FFO) em relação à dívida de cerca de 20% nos próximos dois anos”, diz a S&P. Essas métricas devem proporcionar à empresa algum espaço de manobra para gerenciar a volatilidade nos preços das commodities ou qualquer passivo contingente que possa surgir.

Em nota, a Petrobras comentou a decisão da S&P e lembrou que a classificação concedida na categoria stand-alone é superior ao rating da companhia em escala global, que acompanha a nota da República Federativa do Brasil, acionista controlador da companhia. Além disso, a perspectiva estável incorpora a visão da agência de que a Administração atual continuará comprometida com o objetivo de redução da dívida, mas que o rating soberano limita a nota de crédito da Petrobras.

Deixe um comentário