Bom dia, Investidor! 10 de abril de 2019

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor! Com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Para saber o que aconteceu ontem, após o fechamento dos mercados, confira o Momento do Investidor.

Destaques corporativos

Petrobras (PETR4): governo federal anunciou nesta terça-feira (9) que fechou um acordo com a Petrobras em torno do contrato de excedente da chamada cessão onerosa. O anúncio foi feito após a reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE). Pelo acordo, a Petrobras receberá um bônus de US$ 9,058 bilhões pelo aditivo de contrato.

IMC (MEAL3): IMC divulgou em comunicado que tem conversado com o Grupo Sforza para uma fusão, mas afirmou, que, por enquanto, nenhuma negociação foi concluída. A IMC negociou recentemente por um ano, sem sucesso, uma fusão com a Sapore.

AES Tietê (TIET11): A AES Tietê anunciou, nesta terça-feira (9), a celebração de um acordo com a Renova Energia, para aquisição do complexo eólico Alto Sertão III, na Bahia, por até R$ 516 milhões.

Gafisa (GFSA3): O conselho de administração da Gafisaaprovou um aumento de capital no limite de 71,031 milhões de ações. Ainda não foram definidos os preços e o respectivo bônus de subscrição.

Direcional (DIRR3): Direcional Engenharia divulgou na noite desta terça (9), seus resultados operacionais referentes ao primeiro trimestre de 2019. As vendas liquidas da Direcional subiram 15% no primeiro trimestre em relação ao mesmo período de 2018, que somaram R$ 287 milhões. No período, a Direcional lançou 9 empreendimentos/etapas, 8 destes no âmbito do programa MCMV e 1 no segmento média renda, diz o comunicado.

JSL (JSLG3): A Vamos, subsidiária do grupo JSL, informou que a oferta pública de ações (IPO) ficará com uma faixa indicativa de preço entre R$ 17 e R$ 21. Dessa forma, a oferta poderia alcançar até R$ 1,2 bilhão.

Vale (VALE3): A Vale informou que a BSG Resources foi condenada a pagar à companhia brasileira um montante de US$ 1,246 bilhão, mais juros e despesas, por fraude e violações de garantias, por um tribunal arbitral em Londres.

Minerva (BEEF3): A Minerva Foods recebeu o registro de autoridades chilenas para a abertura de capital de sua subsidiária Athena Foods, na bolsa de Santiago.

Marfrig (MRFG3): Segundo o jornal Valor Econômico, a Marfrig está em negociações avançadas para se tornar, no médio prazo, a maior fornecedores de hamburgers ao McDonald’s no Brasil. Desde 2017, o único fornecedor é a JBS.

Tenda (TEND3): Tenda anunciou que iniciará a partir de hoje (10) um programa de recompra de até 10,3 milhões de ações.

Recomendação de ativos

JPMorgan elevou a recomendação da Cemig (CMIG4) para “overweight” e preço-alvo de R$ 16. Já a Engie Brasil (EGIE3) foi rebaixada pelo mesmo banco a “neutra”, com preço-alvo de R$ 45.

Bradesco BBI revisou suas estimativas para o papel da Vale (VALE3), elevando o preço-alvo para R$ 66 após disparada no minério. Para o ativo da CSN (CSNA3), o banco optou por manter a recomendação neutra, com preço-alvo elevado para R$ 17. Com relação ao ativo da Usiminas (USIM5), a equipe de análise reduziu a recomendação para neutra e cortou o preço-alvo para R$ 11.

Noticias

IPCA: Segundo dados divulgados nesta quarta-feira (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do país, ficou em 0,75% em março, acima dos 0,43% de fevereiro, pressionada principalmente pela alta dos preços de alimentos e combustíveis. Trata-se da 4ª alta seguida e maior taxa para um mês de março desde março de 2015, quando o índice foi de 1,32%.

Commodities

Petróleo Brent: O barril do petróleo Brent, com data de vencimento em abril deste ano e negociado no mercado de futuros em Londres, abriu a sessão desta quarta-feira, 10, em queda. A commodity iniciou o dia cotada a US$ 70,66, variando 0,01% quando comparado ao fechamento da sessão anterior.

Minério de ferro: A jornada desta quarta-feira na bolsa chinesa da cidade de Dalian foi marcada pela leve desvalorização dos contratos futuros do minério de ferro. O ativo encerrou o dia com retração de 0,15% a 651,00 iuanes por tonelada. 

Câmbio

Dólar: O dólar opera em queda nesta quarta-feira (10). Às 9h05, a moeda norte-americana caía 0,31%, vendida a a R$ 3,8413. Na véspera, o dólar fechou em alta de 0,11%, a R$ 3,8532.

Agenda econômica

CapturadeTela2019-04-10às09.24.47

Deixe um comentário