Compras de Bitcoin com Real movimentam mercado mundial

LinkedIn

O website Coinhills analisa os volumes de criptomoedas que são trocados com moedas fiduciárias. No dia 21 de abril, o Brasil registra a terceira maior força do mercado de criptomoedas, com mais de 15% do volume.

Porém, a ferramenta não analisa as operações de todas as exchanges brasileiras, mas apenas de três. São elas: Negocie Coins, Mercado Bitcoin e Local Bitcoins.

Entretanto, para construir o Índice CSPA a ferramenta também busca dados da exchange Foxbit. Com esse indicador, o website aponta o preço médio do Bitcoin no mundo, que no momento da escrita deste era de U$ 5309.

 

Dólar é a principal moeda em volume

Nos últimos dias, o Livecoins apontou que o YEN Japônes era a principal moeda que comprava Bitcoin. Porém, no fim de semana de páscoa, o Dólar volta a ser a maior força.

Apesar disso, a diferença entre as moedas era de menos de 1%. O Dólar (USD) registrava cerca de 40% do volume, enquanto que o Yen representava 39%.

O Brasil, dessa forma, representava quase a metade da segunda maior no momento da escrita deste. A diferença para a quarta colocada Coreia (KWR) era gigante, com essa última representando apenas 2% do volume mundial.

 

Por Gustavo Bertolucci

Deixe um comentário