18 de junho: Facebook lança a stablecoin Libra

LinkedIn

O gigante da mídia social Facebook lançou o white paper de seu tão aguardado projeto de infraestrutura financeira baseada em criptomoeda e blockchain no dia de hoje, 18 de junho.

De acordo com a publicação, a stablecoin global do Facebook, que foi batizada de “Libra”, vai operar na blockchain nativa e escalável “Libra” e será apoiada por uma reserva de ativos ostensivamente “projetados para lhe dar valor intrínseco”.

O Facebook afirma que o software que implementa a blockchain do Libra é de código aberto, a fim de criar um ecossistema aberto e interoperável de serviços financeiros e ampliar a inclusão.

A nova criptomoeda será governada por um consórcio chamado “Libra Association”, que supervisionará o desenvolvimento do ecossistema.

A moeda facilitará os pagamentos nas várias plataformas do Facebook, incluindo WhatsApp e Instagram, dando à nova moeda o potencial de atingir bilhões de usuários em todo o mundo.

A publicação das especificações técnicas da moeda de hoje encerra meses de especulação e relatórios de fontes não reveladas sobre a natureza da moeda e seu desenvolvimento.

Os observadores do mercado elogiaram o desenvolvimento como um grande passo para a adoção da criptomoeda e para o Facebook como uma empresa. Spencer Bogart, sócio geral da Blockchain Capital, empresa de investimentos de São Francisco, disse:

“Os esforços do Facebook no espaço têm o potencial de ser um dos catalisadores externos mais significativos para a adoção do Bitcoin e de criptos na história da tecnologia”.

Reportagens recentes afirmam que a testnet para a plataforma Libra do Facebook será revelada no final desta semana. A plataforma de mídia social supostamente recebeu o apoio de dezenas de empresas, incluindo empresas de pagamento como Visa, Mastercard e PayPal, além do serviço de compartilhamento de viagens Uber.

Um executivo não identificado do Mercado Libre, plataforma de e-commerce da América do Sul, disse que a empresa integraria o Libra como forma de pagamento.

Por Aaron Wood

Deixe um comentário