Petrobras e chinesa CNODC levam Aram com lance mínimo; bônus da área é de R$5,05 bi

LinkedIn

O consórcio da Petrobras com a chinesa CNODC arrematou nesta quinta-feira o bloco Aram, no pré-sal da Bacia de Santos, com bônus de assinatura fixo de 5,05 bilhões de reais, durante a 6ª Rodada de licitação de áreas do pré-sal, sob regime de partilha, informou a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A oferta vencedora pelo principal bloco da rodada somou o percentual mínimo de 29,96% de excedente em óleo à União.

Não houve oferta para os blocos Cruzeiro do Sul e Sudoeste de Sagitário, o qual a Petrobras havia exercido o direito de preferência para ser operadora.

 

Deixe um comentário