Mercados recuam a medida que aproxima o prazo de 15 de dezembro

LinkedIn

ÁSIA: Os principais mercados asiáticos fecharam sem direção na terça-feira, com dados da inflação chinesa mostrando um aumento nos preços ao consumidor em novembro.

O dia foi de recuperação na China continental. O composto de Xangai subiu 0,10%, com as ações do China Postal Savings Bank subindo 2% em sua estreia em Xangai. O composto de Shenzhen subiu 0,38%. O índice Hang Seng de Hong Kong fechou em baixa de 0,22%. A inflação ao consumidor chinês em novembro, subiu 4,5% na comparação anual, com os preços dos alimentos disparando 19,1% em meio a um surto de peste suína africana. Por outro lado, os preços ao produtor na China caíram no mesmo mês. O PPI de novembro caiu 1,4% ano a ano.

Em outros lugares, o Nikkei do Japão caiu 0,09%, assim como o índice Topix. As ações da fabricante de jogos Nintendo subiram 2,86% após a empresa lançar oficialmente seu console Switch na China. O Kospi da Coreia do Sul subiu 0,45%.

Enquanto isso, na Austrália caíram, com o S & P / ASX 200 fechando em baixa de 0,34%, a 6.706,90 pontos.

No geral, o MSCI Asia ex-Japão negociou 0,17% mais baixo.

Na frente comercial EUA-China, a Bloomberg informou nesta terça-feira que o secretário de Agricultura dos EUA, Sonny Perdue, disse que é improvável que Washington imponha tarifas futuras sobre as exportações chinesas, que devem entrar em vigor em 15 de dezembro e que o presidente dos EUA, Donald Trump, quer ver “movimento” da China para evitar implementação das tarifas.

Uma autoridade do Ministério do Comércio da China disse na segunda-feira que Pequim espera um acordo com Washington o mais cedo possível, antes do prazo, de acordo com a Reuters.

Os investidores aguardam detalhes mais concretos sobre um acordo parcial da “fase um” entre as duas potências econômicas antes de 15 de dezembro. A guerra comercial entre os EUA e a China já dura há mais de um ano, com impostos sobre bilhões de dólares em bens de um contra o outro.

EUROPA: As bolsas europeias negociam em baixa nesta terça-feira, pois existem muitas dúvidas se os EUA e a China chegará a um acordo comercial parcial antes do próximo prazo tarifário de 15 de dezembro.

O pan-europeu Stoxx 600 cai 1,2% no meio da manhã, com as ações de tecnologia recuando 1,7% e os de automóveis caindo 1,6%, à medida que todos os principais setores entraram em território negativo.

Entre as mineradoras listadas em Londres, Anglo American cai 1,3%, Antofagasta recua 0,2%, enquanto entre as gigantes, BHP cai 1,3% e Rio Tinto cai 1,1%.

Os partidos políticos da Grã-Bretanha estão fazendo campanha antes das eleições gerais de quinta-feira, que serão fundamentais para o Brexit e a política econômica. O Partido Conservador do primeiro-ministro Boris Johnson continua sendo o favorito para conquistar a maioria dos 650 assentos, mas as pesquisas de opinião se estreitaram nas últimas semanas. Ele prometeu tirar a Grã-Bretanha da UE até 31 de janeiro.

O PIB do Reino Unido mês a mês em outubro ficou estável, o ritmo anual mais lento em quase sete anos, aumentando apenas 0,7% em relação a outubro de 2018. Tendo diminuído nos dois meses anteriores, os números representaram o primeiro período de três meses sem crescimento em uma década.

O indicador ZEW de sentimento econômico na Alemanha ficou positivo em dezembro, subindo para o nível mais alto em 21 meses. O ZEW registrou uma leitura de 10,7 pontos, acima de -2,1 em novembro. “Essa esperança resulta de um superávit comercial alemão acima do esperado em outubro, juntamente com um crescimento econômico relativamente robusto na UE no terceiro trimestre e de um mercado de trabalho alemão estável”, disse o presidente do ZEW, professor Achim Wambach, em comunicado.

Espera-se que a reunião do Banco Central Europeu na quinta-feira não produza surpresas.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA caem nesta manhã de terça-feira.

O foco do mercado está em grande parte sintonizado com a evolução do comércio global, faltando cinco dias para Washington impor tarifas sobre produtos chineses. 15 de dezembro é a data em que tarifas sobre mais US $ 156 bilhões em mercadorias chinesas entrarão em vigor.

Os investidores também acompanharão de perto o Federal Reserve, com os formuladores de políticas do banco central dos EUA devendo manter as taxas de juros estáveis ​​na reunião de dois dias marcada para terminar na quarta-feira após relatório de emprego surpreendentemente forte na semana passada provavelmente cimentando essa expectativa. O banco central dos EUA cortou sua taxa básica de juros três vezes este ano.

Na agenda econômica, a pesquisa da Federação Nacional de Empresas Independentes (NFIB) de novembro será divulgada às 8h00. Os números revisados ​​para a produtividade no terceiro trimestre e os custos unitários do trabalho no terceiro trimestre seguirão um pouco mais tarde na sessão.

ÍNDICES FUTUROS – 7h50:

Dow: -0,33%

SP500: -0,28%

NASDAQ: -0,34%

OBSERVAÇÃO: Este  material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados.

Deixe um comentário