Facebook desiste de registro de libra no Brasil

LinkedIn

A Libra Association, que coordena os esforços para o desenvolvimento da criptomoeda Libra, do Facebook, desistiu, parcialmente, do processo de registro de sua marca no Brasil, conforme publicação realizada em 17 de março na Revista de Propriedade Intelectual responsável pela publicação dos processo do Instituto Nacional de Propriedade Intelectual, INPI.

Foi tentado contato com o Facebook em busca de esclarecer o que a desistência do pedido significa nos planos da rede social para sua stablecoin, e até o momento da publicação, não obteve resposta, contudo, segundo especialistas, a desistência pode significar também um recuo da rede social em lançar seu projeto no país.

“Homologada a desistência parcial ao pedido de registro de marca”, diz o pedido que inclui toda a descrição de funcionamento da plataforma da rede social, inclusive o suporte para uma carteira de Bitcoin.

O pedido do Facebook havia sido feito em junho de 2019 pouco tempo depois que a rede social havia anunciado sua proposta de stablecoin. Porém, o Libra gerou um amplo debate entre reguladores em todo o mundo, inclusive é um dos temas principais das reuniões do G20 em 2020.

A ‘perseguição’ dos reguladores fez com que importantes membros da Associação Libra, como Visa e Mastercard, deixassem o projeto e teria obrigado a rede social também a rever seus planos com a criptomoeda. Esta ampla ‘revisão’ do Facebook teria culminado na desistência do pedido no Brasil, embora  rede social planeja lançar o WhatsApp Pay ainda este ano no Brasil, aplicação que é um dos principais suportes para o Libra.

Como parte deste plano de reestruturação, segundo fontes, o Facebook planeja lançar diversas stablecoins que poderão circular como forma de pagamento entre as plataformas da rede, contudo, mesmo com as stablecoins, o lançamento do Libra continua nos planos da empresa, embora, agora, sem data para lançamento.

Por Cassio Gusson

Veja o Ranking das principais criptomoedas

Deixe um comentário