Enauta (ENAT) propõe dividendos e informa medidas e reflexos em seus negócios relacionados à pandemia e queda do Brent

LinkedIn

A QGEP Participações divulgou medidas operacionais e financeira adotadas pela companhia para combater à pandemia e os impactos causados pela queda de preço do petróleo internacional Brent.

O fato relevante foi divulgado pela empresa (BOV:ENAT3) na noite desta terça-feira (07).

Com mais de R$ 1,5 bilhão em caixa líquido e hedge de aproximadamente 30% da sua produção de petróleo estimada em 2020, a empresa entende que se encontra bem posicionada, mantendo o plano de investimento da companhia para o próximo biênio, incluindo o cronograma para perfuração do primeiro poço na Bacia de Sergipe-Alagoas no inicio do ano que vem.

Venda de Gás do Campo de Manati para Petrobras

A Enauta Energia, detém 45% de participação no Campo de Manati, um dos principais ativos em produção.

O gás natural produzido é vendido integralmente para Petrobras, com base na exclusividade e no contrato com volume mínimo de compra garantido.

A Petrobras informou que devido a pandemia do COVID-19, poderia diminuir o consumo de gás natural pelo mercado e com isso acarretar diminuição de compra ou atrasos nos pagamento.

A Enauta não concorda com os argumentos pois tal medida por parte da Petrobras pode afetar o fluxo de caixa e planejamento estratégico da empresa. Caso aconteça, a empresa tomará todas as medidas necessárias no âmbito do contrato de Venda de Gás.

Volatilidade do petróleo Brent

A Volatilidade será mitigada pela contratação de Hedge, já que a Enauta adquiriu opções de venda de Brent a uma média de U$57 por barril, correspondente a 35% e 16% da produção esperada para o primeiro e segundo semestres, respectivamente.

A empresa também está avaliando os próximos passos relacionados ao Campo de Atlanta, onde detém 50%, para adequar o projeto e torná-lo resiliente a cotações mais baixas, caso a situação persista.

Proposta de Dividendos

Com relação ao resultado do exercício de 2019, a Administração propõe pagar dividendos totais de R$ 300 milhões, correspondente a R$ 1,14 por ação.

No final de 2019, a empresa registrou saldo de caixa de R$ 1,7 bilhão com dívida de R$ 251, 9 milhões com vencimento de longo prazo e estão previstos recebíveis de US$ 144 milhões referente à venda de participação no Bloco-BM-S-*, com pagamento após assinatura do contrato.

A empresa também divulgou medidas de Proteção e Segurança no campo de Atlanta devido à pandemia do COVID-19

Deixe um comentário