Taxa de inflação anual do Bitcoin cairá 50% após o halving

LinkedIn

O analista de criptomoedas Mati Greenspan observou que a taxa de inflação anual do Bitcoin cairia de 3,65% para 1,8%, uma vez que o halving acontece em maio.

Depois que as recompensas do Bitcoin forem reduzidas pela metade, em 12 de maio, a taxa de inflação anual da criptomoeda será cerca de metade da média global.

Como observou o analista de criptomoedas Mati Greenspan no Twitter em 26 de abril, a inflação anual do Bitcoin (BTC) cairá de 3,65% no momento da publicação para 1,8% quando o halving ocorrer em 15 dias. A taxa anual de inflação global para 2019 foi de 3,41%, e é de aproximadamente 3,56% até agora em 2020.

CapturadeTela2020-04-27às11.26.35CapturadeTela2020-04-27às11.27.08

Embora muitos tenham apontado que uma baixa taxa de inflação não necessariamente faria com que novos compradores migrassem para o BTC, o fato é que, uma vez que o halving ocorre em duas semanas, a criptomoeda terá uma taxa menor que a média global e a do ouro – aproximadamente 2,5% no momento da impressão.

Hedge contra inflação

O Bitcoin poderia ser usado como um hedge contra o tipo de inflação que os Estados Unidos podem enfrentar após as medidas de “alívio quantitativo ilimitado” implementadas pelo governo em resposta à crise financeira.

Se o mundo vê um aumento na demanda por BTC – com uma oferta fixa de moedas e uma baixa taxa de inflação após o halving – o ativo pode estar mais otimista no futuro próximo.

Por Turner Wright

Deixe um comentário