Dados mostram que rede do Bitcoin pode manter alta nas taxas de transação

LinkedIn

Atualmente, as recompensas em bloco são a principal fonte de receita para os mineradores.  Uma redução nessa recompensa devido ao halving levou alguns mineradores a sair da rede, de acordo com um recente estudo sobre a saúde da rede do Bitcoin, feito pela Coinmetrics.

De acordo com o estudo, no curto prazo, a queda repentina de mineradores pode potencialmente deixar a rede mais exposta a ameaças à segurança, como ataques de 51%.

A distribuição do poder de hash entre os diferentes tipos de hardware de mineração também afeta as propriedades de segurança da rede.  A disponibilidade de hardware antigo em mercados secundários representa uma ameaça potencial à rede. Principalmente em mercados emergentes como o latino-americano, que possuem o maior estoque de máquinas antigas em funcionamento no mundo.

Novas técnicas envolvendo distribuições permitem estimar numericamente a quantidade de poder de hash fornecida por certos tipos de hardware, incluindo hardware antigo como S7s e S9s.

Segundo a Coinmetrics, um número significativo de S9s que estavam off-line foram ativados novamente.  Atualmente, a família de mineradores Antminer S9 é responsável por cerca de 32% do poder de hash do Bitcoin.  Contudo, é importante destacar, que não se observou aumento da quantidade de poder de hash que poderia suficiente ser criada pelos S9s offline que entraram em funcionamento para se desferir um ataque de 51%.

Os mineradores de Bitcoin são compensados pelas recompensas de bloco, que são diretamente afetadas pelo corte do fornecimento provocado pelo halving, enquanto as taxas de transação não são. As taxas de transação tendem a aumentar durante períodos de congestionamento e tráfego intenso.

Atualmente, as taxas representam uma pequena porcentagem da receita total das mineradoras. Nos últimos cinco anos, apenas 4,4% das receitas das mineradoras foram geradas a partir de taxas e de agora em diante, passará a ser uma receita a ser perseguida pelas mineradoras.

CapturadeTela2020-05-19às19.01.44

Desde um pouco antes do halving, as taxas subiram para compor cerca de 17% da receita total das mineradoras. Embora esse efeito tenha sido intensificado pela redução na recompensa por bloco, as próprias taxas de transação também aumentaram para níveis nunca vistos em quase um ano.

Esse aumento nas taxas pode ter sido amplificado pela redução na taxa de hash ocorrida desde o halving. Essa redução, por sua vez, é causada por mineradores menos eficientes que saem da rede. A queda no poder de hash aumentou o tempo entre os blocos, reduzindo a quantidade de espaço disponível em blocos.

Para reduzir a variação de seus pagamentos, as mineradoras geralmente se agregam em pools de mineração, que são coalizões de mineradoras que são organizadas por um operador e compartilham receita, geralmente de acordo com a contribuição da potência de trabalho. Mineiradores individuais geralmente alternam entre pools, dependendo de vários fatores, principalmente taxas cobradas pelas operadoras.

Portanto, podemos dizer que, desde o halving, houve um aumento no custo das transações das taxas nas transações com Bitcoin e a tendência é haver uma manutenção desta alta no médio prazo.

Por Leandro França de Mello

Veja o Ranking das principais criptomoedas

Deixe um comentário