Petrobras irá parcelar R$ 2 bilhões dos planos Petros de previdência

LinkedIn

 Petrobras disse que o novo plano de equacionamento de déficit (Novo PED) do fundo Petros obteve a aprovação pela Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest) e pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc).

A operacionalização do plano vai ocorrer a partir de junho deste ano e o valor de responsabilidade da Petrobras será arcado por meio de contribuições extraordinárias ao longo da existência dos planos, no montante estimado de R$ 13,6 bilhões.

As ações da Petrobras, empresa com valor de mercado de R$ 244,8 bilhões, são negociadas na B3 através dos códigos (BOV:PETR3) e (BOV:PETR4).

A empresa comunicou nesta terça-feira que será postergado e parcelado um pagamento de 2,02 bilhões de reais referente ao benefício de pecúlio no âmbito da reestruturação dos planos Petros de previdência, ante expectativa inicial de que essa contribuição fosse à vista.

“O novo modelo é um marco na história desses planos, ao reduzir o impacto financeiro das contribuições extraordinárias de grande parte dos participantes e assistidos assim como o aprimoramento dos regulamentos dos planos, o que permitirá a revisão das contribuições normais”, disse ainda a Petrobras.

Juntamente com a aprovação, a Sest e Previc solicitaram alguns ajustes no regulamento do Novo PED que serão implementadas no prazo de 360 dias, acrescentou a Petrobras.

Petrobras reabre processo para venda do controle da Gaspetro

Petrobras informou a reabertura da fase de análise e habilitação de potenciais compradores do controle da Gaspetro. O processo para identificar os interessados em adquirir 51% da empresa de gás será estendido até 15 de maio.

Gaspetro é uma holding com participação em diversas distribuidoras de gás natural do País. Em 2019, o volume total de gás distribuído foi de 29 milhões m?/dia, atendendo cerca de 500 mil clientes, por meio de uma rede de distribuição de mais de 10 mil quilômetros de gasodutos.

Deixe um comentário