Duas empresas brasileiras da RippleNet vão integrar 150 mil PMEs ao setor de comércio global

LinkedIn

Duas empresas brasileiras que fazem parte da rede blockchain de pagamentos RippleNet da Ripple fecharam uma parceria para integrar cerca de 150.000 pequenas e médias empresas (PMEs) ao setor de comércio global, segundo informações de um press-release publicado pelas empresas.

A B2Brazil, maior plataforma online de business-to-business das Américas, e o Banco Benx, banco digital brasileiro especializado em pagamentos digitais e serviços de negociação, são membros da rede Ripple e anunciaram a parceria em conjunto.

Segundo a nota, a parceria visa responder à demanda por comércio exterior das 150 mil empresas de importação e exportação membros da plataforma, além de oferecer serviços especializados de câmbio, por meio de estruturas digitalizadas.

Alexandre Ferreira Martins, executivo da B2Brazil, diz no press-release que a empresa tem uma missão estratégica para promover o comércio exterior de micro e pequenas e médias empresas. Compradores e comerciantes podem estabelecer parcerias através da plataforma, oferecendo serviços entre si.

As duas empresas também estão cooperando para oferecer os serviços comerciais do Bexs Banco através da fundação do B2Brazil. A previsão é de que o serviço seja disponibilizado cerca de 150.000 empresas que utilizam a plataforma a partir deste mês, com negociação de R$ 100 milhões dentro de um ano.

Alexandre Ferreira Martins também diz na nota que a nova plataforma deve ajudar as empresas a conectar compradores e vendedores de fora do Brasil e elogiou ainda o Banco Bexs pela oferta de produtos para serviços de câmbio digital no país.

Luiz Henrique Didier Jr., presidente do Bexs Banco, classifica a parceria como “impecável”, servindo para digitalizar progressivamente os serviços de comércio exterior e oferecer os melhores produtos e serviços do planeta para os brasileiros, enquanto também oferece o melhor do Brasil para o mundo.

Recentemente, o Banco Rendimento também anunciou uma parceria com a Ripple, aderindo ao serviço de nuvem da gigante de pagamentos em blockchain.

Por Lucas Caram

Deixe um comentário