Ford apresenta novo veículo de direção autônoma para lançamento em 2022 nos Estados Unidos

LinkedIn

A Ford Motor (NYSE:F) planeja lançar seu negócio comercial de direção autônoma em 2022 nos Estados Unidos, com veículos baseados no crossover Ford Escape Hybrid, disse a empresa na terça-feira.

A Ford também é negociada na B3 através da BDR (BOV:FDMO34).

Os veículos de teste são de quarta geração da montadora em parceria com a Argo AI, uma startup de veículos autônomos com sede em Pittsburgh. A Ford e a montadora alemã Volkswagen AG dividiram uma participação majoritária de 80% na empresa no início deste ano.

A Ford disse que os veículos começarão a ser testados neste mês junto com sua frota atual de cerca de 100 veículos autônomos de teste baseados no sedã Fusion Hybrid, que a empresa não está mais produzindo.

Os veículos de próxima geração incluem tecnologias de “launch-intent” (intenção de lançamento ) que são necessárias para apoiar a comercialização, de acordo com John Davis, engenheiro-chefe da subsidiária de veículos autônomos da Ford.

“Com nosso veículo de teste de quarta geração, temos tudo o que precisamos de um veículo para sustentar nosso serviço de direção autônoma”, Davis escreveu em um post no Medium na terça-feira.

Os upgrades incluem câmeras de resolução mais alta, sensores de radar mais capazes e tecnologia Lidar mais avançada, que usa lasers para mapear as áreas circundantes.

A Ford planeja integrar os novos veículos em frotas de teste em Austin, Texas; Detroit; Miami; Palo Alto, Califórnia; Pittsburgh e Washington, DC.

Segundo a CNBC, a Ford planejou inicialmente lançar um negócio de veículos autônomos comerciais em 2021, mas adiou até 2022, citando atrasos devido à pandemia do coronavírus. Ela também anunciou planos para usar um veículo autônomo projetado para esse fim sem controles manuais, como volante e pedais, para sua frota comercial.

Um porta-voz da Ford confirmou na terça-feira que esses planos permanecem intactos, mas serão baseados em vários fatores, incluindo segurança, regulamentos e aceitação pela comunidade de veículos autônomos.

Deixe um comentário